As relações externas da União

A ação da União na cena internacional assenta nos princípios que presidiram à sua criação, desenvolvimento e alargamento, e que se encontram igualmente consignados na Carta das Nações Unidas e no direito internacional. Nesta matéria, a promoção dos direitos humanos e da democracia é um elemento incontornável. Esta ação põe igualmente em relevo os interesses estratégicos e os objetivos da União. A União Europeia vai continuar a alargar e a aprofundar as suas relações políticas e comerciais com outros países e regiões do mundo, inclusive através da realização, com regularidade, de cimeiras com os seus parceiros estratégicos, nomeadamente os Estados Unidos da América, o Japão, o Canadá, a Rússia, a Índia e a China. A sua ação inclui também o apoio ao desenvolvimento, a cooperação e o diálogo político com os países do Mediterrâneo, do Médio Oriente, da Ásia, da América Latina, da Europa Oriental, da Ásia Central e dos Balcãs Ocidentais. O Serviço Europeu para a Ação Externa, em que se incluem diplomatas dos Estados-Membros e que é dirigido pelo Alto Representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança/Vice-Presidente da Comissão, desempenha um papel fulcral nestes domínios, sendo o mais recente interveniente desde a entrada em vigor do Tratado de Lisboa.