Accesso directo à navegação principal (Premir "enter")
Acesso aos conteúdos da página (clicar sobre "Entrar")
Accesso directo a lista de outros sítios Web (Premir "enter")

Emprego

 

No total, o Parlamento Europeu emprega cerca de 8 000 funcionários e outros agentes temporários oriundos dos Estados-Membros da União Europeia, que trabalham nos três locais de trabalho (Luxemburgo, Estrasburgo e Bruxelas), assim como nos gabinetes de informação existentes nos Estados-Membros.

 
 
Funcionários

A função pública da UE é composta por funcionários de três categorias diferentes: Administradores (AD), assistentes (AST) e secretários e escriturários (AST/SC).

Todas as disposições que regem a função pública da União Europeia estão definidas no Estatuto dos funcionários e outros agentes da União Europeia.

Como ser funcionário ?

Os funcionários são selecionados através de concursos gerais organizados pelo Serviço Europeu de Seleção do Pessoal (EPSO). O EPSO é responsável pela seleção do pessoal não só para o Parlamento mas também para todas as restantes instituições europeias. Os anúncios de concurso são publicados no Jornal Oficial e no sítio Web do EPSO.

 
 
Agentes temporários

Os agentes temporários podem ser contratados para desempenhar funções muito diversas, pertencentes a uma das seguintes categorias:

  • para preencher um lugar classificado como temporário pela autoridade orçamental
  • para preencher um lugar permanente a título temporário (funcionário)
  • para assistir uma pessoa que exerça um cargo previsto pelo Tratado (Presidente, Vice-Presidente, questor), ou para assistir os grupos políticos do Parlamento Europeu.

Como ser agente temporário?

Para algumas dessas categorias, os procedimentos de seleção são publicados no sítio Internet do EPSO, no sítio do Parlamento Europeu e nos sítios Web dos grupos políticos.

 
 
Agentes contratuais

Os agentes contratuais são recrutados para

  • desempenhar tarefas manuais ou de apoio administrativo;
  • substituir funcionários e agentes temporários que se encontrem momentaneamente incapacitados de exercer as suas funções.
 
 
Assistentes parlamentares acreditados

Os deputados ao Parlamento Europeu podem escolher e recrutar os seus assistentes parlamentares acreditados com base numa relação de confiança mútua, que pode cobrir nomeadamente afinidades políticas.

 
 
Peritos nacionais destacados

Os peritos nacionais são destacados no Parlamento Europeu por uma administração pública nacional, regional ou local, ou por um organismo a esta equiparado, dos Estados-Membros da UE, dos países membros da EFTA que integram o Espaço Económico Europeu, dos países candidatos à adesão à União Europeia ou de países terceiros.

Estes permanecem ao serviço do seu empregador durante o período de destacamento e continuam a ser remunerados por esse empregador. No entanto, está prevista uma ajuda de custo diária.

Uma carta de apresentação, acompanhada de um CV, devem ser enviados à Representação Permanente do Estado-Membro junto da União Europeia.

 
 
Interinos

Podem ser contratados trabalhadores interinos para suprir uma necessidade temporária de reforço em Bruxelas e no Luxemburgo. Estes trabalhadores são recrutados através de empresas de trabalho temporário, por via de contratos-quadro interinstitucionais.

 
 
Contactos
 
Bélgica
 
 
 
 
Luxemburgo
 
 
 
 
Protecção de dados pessoais

Os documentos seguintes fornecem informações sobre o tratamento dos seus dados pessoais.