Página inicial

 
Últimas
 
At a glance

  • Next FEMM Committee Meeting will be held on 22 July 2014 from 15.00 to 18.30 in Brussels.
  • FEMM Committee is available on Facebook - click here to open the page and press the "I like" button next to the title.
  • Subscription to FEMM newsletter

   
 
Em destaque
 
Joint PH FEMM/EMPL - Work-life Balance and Gender Equality (19 March, 15.00 – 17.00)

Together with the EMPL committee, the FEMM committee held a public hearing on "Work-life balance and gender equality" on 19 March. After opening speeches by Ms Regina Bastos and Ms Antigoni Papadopoulou, experts presented their views in two discussion panels of which one addressed work-life balance as a factor of gender equality (Ms Claudia Menne, Confederal Secretary of the European Trade Union Confederation, Dr Konstantina Davaki, Research Fellow at LSE and Agnès Parent-Thirion, Senior Programme Manager at Eurofound) whilst a second one discussed the reconciliation of working and non-working life (Prof Dr Isabell Welpe, Chair for Strategy and Organisation of the Technische Universität München and Ms Ana Rubin, Member of the Board of the Swedish Left).
The experts argued that work-life balance should be understood as dynamic and susceptible to change over the life course of women (Dr Konstantina Davaki). An important intervention was the "holistic approach" advocated by the experts (Dr Konstantina Davaki, Ms Agnès Parent-Thirion), as it captures the diversity of women's situation from a political, cultural and economic perspective even though some experts (Ms Agnès Parent-Thirion) regretted that there are very few examples that reflect such an approach. Flexicurity, as explained by the experts (Prof Dr Isabell Welpe) might be one of these approaches, enabling workers to have both flexibility and security. This opinion was shared by other experts ( Ms Claudia Menne), in particular regarding maternal leave where women must be given more flexible work arrangements in order to combine paid work with care work. Another option discussed (Ms Ana Rubin) was a 6-hour working day - considered to be a better alternative to part-time work.
After each panel, Members and other participants from civil society were given opportunity to ask questions, followed by a debate.
 

   
 
Apresentação e competências
 
Esta comissão tem competência em matéria de:
 
  1. definição, fomento e protecção dos direitos da mulher na União e medidas comunitárias na matéria;
  2. promoção dos direitos da mulher nos países terceiros;
  3. política da igualdade de oportunidades, incluindo a igualdade entre homens e mulheres no que se refere às suas oportunidades no mercado de trabalho e ao tratamento no trabalho;
  4. eliminação de todas as formas de discriminação com base no sexo;
  5. aplicação e desenvolvimento do princípio da integração da perspectiva do género em todos os sectores;
  6. acompanhamento e aplicação dos acordos e convenções internacionais relacionados com os direitos da mulher;
  7. política de informação relativa às mulheres.
 
Difusões do dia
 
Nenhuma difusão hoje  
Biblioteca Multimédia
 
Palavras de boas-vindas
 
 

Na qualidade de presidente da comissão FEMM, gostaria de dar as minhas calorosas boas-vindas a todos os visitantes deste sítio web oficial. Os direitos da mulher e a igualdade de géneros são as questões nucleares da nossa comissão e esperamos que a maior visibilidade da nossa presença na web possa veicular aos cidadãos da UE e a todos quantos se interessam pela nossa missão uma melhor imagem do nosso trabalho, aproximando-nos mais uns dos outros.
Utilizaremos este canal para promover o mandato da comissão e dar a conhecer os seus êxitos aos cidadãos, num espírito informativo e de transparência. Apesar dos numerosos sucessos alcançados no que respeita ao reforço da capacidade de influência das mulheres, são ainda inúmeras as questões, em todos os domínios da vida (social, cultural, política e económica), em que as mulheres não são tratadas numa base de igualdade. As nossas preocupações gerais respeitam à desigualdade de remunerações, à pobreza feminina, à sub-representação das mulheres no processo de tomada de decisões, ao tráfico e à violência contra as mulheres e as crianças. Queremos alterar esta situação e necessitamos da ajuda da sociedade civil e de todas as organizações que contribuem para a luta pela igualdade de direitos.
 
Este sítio web constitui uma vasta fonte de informações sobre as nossas actividades e esperamos que o considere convivial. Estamos abertos às sugestões que queira fazer sobre o sítio, bem como sobre o conteúdo do nosso trabalho. Visite periodicamente este sítio web, onde encontrará actualizações e as últimas notícias da nossa comissão.
 
Mikael Gustafsson