PROPOSTA DE RESOLUÇÃO
PDF 236kWORD 47k
3.1.2017
PE596.720v01-00
 
B8-0011/2017

apresentada nos termos do artigo 133.º do Regimento


sobre a «medicina personalizada» e o tratamento da leucemia


Mireille D’Ornano

Proposta de resolução do Parlamento Europeu sobre a «medicina personalizada» e o tratamento da leucemia  
B8-0011/2017

O Parlamento Europeu,

–  Tendo em conta o artigo 168.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

–  Tendo em conta o artigo 133.º do seu Regimento,

A.  Considerando que, em 2012, foram diagnosticados 14 milhões de novos casos de cancro e que a leucemia é o décimo segundo cancro mais prevalente na Europa, com 82 300 diagnósticos em 2012, face a 352 mil no mundo;

B.   Considerando que a leucemia constitui a oitava causa de mortalidade ligada ao cancro na Europa e a décima no mundo (53 800 vítimas mortais na Europa em 2012 e 265 mil à escala mundial) e que o seu tratamento consiste, essencialmente, na quimioterapia, com taxas de êxito importantes (70 % a 80 %), mas com efeitos secundários severos;

C.  Considerando que estão em curso programas de investigação sobre o genoma humano (Wellcome Trust Sanger Institute, Reino Unido), os quais permitiriam uma personalização dos tratamentos anticancerígenos; que a Rete Ematologica Lombarda (Itália) utiliza esses métodos;

1.  Salienta que a medicina personalizada representa um progresso terapêutico que permite melhorar a relação custo-benefício do tratamento das patologias pesadas;

2.  Exorta a Comissão a apoiar a investigação sobre a medicina personalizada, nomeadamente para a aplicação de métodos de diagnóstico rigorosos.

Advertência jurídica