<Date>{21/03/2019}21.3.2019</Date>
<NoDocSe>B8‑0220/2019</NoDocSe>
PDF 123kWORD 48k

<TitreType>PROPOSTA DE RESOLUÇÃO</TitreType>

<TitreRecueil>apresentada nos termos do artigo 133.º do Regimento</TitreRecueil>


<Titre>sobre o emprego e a preferência europeia nos contratos públicos na Europa</Titre>


<Depute>Dominique Martin</Depute>


B8‑0220/2019

Resolução do Parlamento Europeu sobre o emprego e a preferência europeia nos contratos públicos na Europa

O Parlamento Europeu,

 Tendo em conta o artigo 133.º do seu Regimento,

A. Considerando que o contrato público relativo aos elétricos de Varsóvia, Polónia, foi adjudicado a um fornecedor asiático (da Coreia do Sul) em 8 de fevereiro de 2019[1];

B. Considerando que, no entanto, a aquisição destes elétricos será parcialmente financiada pela União Europeia, ou seja, principalmente pelos impostos dos contribuintes alemães, franceses e italianos, provenientes dos Estados-Membros que são contribuintes líquidos para o orçamento europeu;

C. Considerando que tal se traduz na perda de postos de trabalho para as indústrias europeias, como a Alstom, e que existem atualmente 17 milhões de pessoas à procura de emprego na União Europeia;

1. Solicita que os Tratados sejam renegociados, a fim de tornar a preferência europeia obrigatória nos contratos públicos da União Europeia, desde que a produção seja possível na Europa e enquanto não houver pleno emprego.

 

Última actualização: 5 de Abril de 2019Advertência jurídica