<Date>{06/05/2019}6.5.2019</Date>
<NoDocSe>B8‑0265/2019</NoDocSe>
PDF 122kWORD 47k

<TitreType>PROPOSTA DE RESOLUÇÃO</TitreType>

<TitreRecueil>apresentada nos termos do artigo 133.º do Regimento</TitreRecueil>


<Titre>sobre a introdução do ensino do jogo das damas na escola</Titre>


<Depute>Stefano Maullu</Depute>


B8‑0265/2019

Proposta de resolução do Parlamento Europeu sobre a introdução do ensino do jogo das damas na escola

O Parlamento Europeu,

 Tendo em conta os artigos 6.º e 165.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia,

 Tendo em conta a pergunta E-000860/2018,

 Tendo em conta o artigo 133.º do seu Regimento,

A. Considerando que as damas são um jogo acessível às crianças de todos os grupos sociais, podendo contribuir para a coesão social e a consecução de objetivos estratégicos, como a integração social, o combate à discriminação, a redução dos índices de criminalidade e a luta contra diversas dependências;

B. Considerando que a Comissão já reconheceu o potencial do jogo das damas na educação, nomeadamente no que diz respeito ao desenvolvimento da concentração, da paciência e da perseverança, da criatividade, da intuição e da memória nas crianças, e que os projetos transnacionais que envolvem o jogo das damas de um ponto de vista educativo ou desportivo são elegíveis para financiamento ao abrigo do programa Erasmus+;

1. Solicita a introdução do programa «Jogo das damas na escola» nos sistemas de ensino dos Estados-Membros;

2. Solicita à Comissão que, na sua próxima comunicação sobre o desporto, preste a necessária atenção ao programa «Jogo das damas na escola» e assegure um financiamento suficiente para o mesmo a partir de 2020;

3. Exorta a Comissão a ter em consideração os resultados de todos os estudos sobre os efeitos deste programa no desenvolvimento das crianças.

Última actualização: 29 de Maio de 2019Advertência jurídica