Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2019 - Estrasburgo Edição revista

Relatório sobre o procedimento de autorização da União para pesticidas (debate)
MPphoto
 

  Sofia Ribeiro (PPE). – Senhora Presidente, saúdo o trabalho dos relatores que, sobre um tema tão sensível, com bom senso, valorizaram as evidências científicas em detrimento de uma campanha negativa e baseada em falsos dados, que muitos tentam fazer passar para daí tirarem proveitos eleitorais.

No PPE não embarcamos nestas derivas populistas, estando sempre ao lado dos nossos constituintes na defesa dos seus direitos, da melhor informação disponível e na procura das melhores soluções.

É assim também em relação à agricultura, que muitos querem fazer passar como o sector responsável por uma utilização menos correta destes produtos. Isto é totalmente falso. Não só os pesticidas são utilizados por um largo espectro da sociedade e pelas mais variadas profissões, como são os agricultores os principais interessados numa utilização responsável dos mesmos. Recordo que, de acordo com o estudo mais recente sobre a presença de resíduos de pesticidas no sector agroalimentar, este demonstrou que 97,2% das amostras na Europa estavam dentro dos limites legais da legislação da União Europeia, o que testemunha um sistema de produção alimentar extremamente rigoroso e o mais seguro a nível mundial. Por isso os cidadãos europeus podem confiar nas suas instituições, bem como nas entidades fiscalizadoras. Foi isto também que consegui plasmar no documento pelo qual fui responsável na Comissão da Agricultura.

É óbvio que há sempre espaço para melhorar e é por isso que saúdo o aumento do financiamento, quer para a Agência Europeia para a Segurança dos Alimentos, quer para as autoridades dos Estados—Membros, de modo a que estas entidades possam desenvolver ainda melhor o seu trabalho. É para isso que aqui estamos, que trabalhamos para desenvolver a confiança dos europeus na nossa Europa.

 
Última actualização: 4 de Abril de 2019Dados pessoais - Política de privacidade