Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 26 de Março de 2019 - Estrasburgo Edição revista

Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e Fundo de Coesão (debate)
MPphoto
 

  Liliana Rodrigues (S&D). – Senhor Presidente, eu bem sei que já estamos em modo de pré-campanha, mas é completamente inadmissível que se acuse a política de coesão de não ter ajudado, tanto a Grécia como o meu país, Portugal.

Não é apenas uma desonestidade intelectual e política, é uma desonestidade moral. E, portanto, o que nós fizemos neste relatório foi assegurar que a política de coesão continuasse, e continue, a reduzir as desigualdades e a contribuir para uma Europa mais social e mais próxima das suas regiões e dos seus cidadãos. Daí a especial atenção que apresentam as desvantagens demográficas, naturais ou estruturais e permanentes, como, por exemplo, o caso das regiões ultraperiféricas.

Foi mais do que justa a inclusão da garantia para estas regiões dos apoios do FEDER e do Fundo de Coesão nos investimentos nas instalações e gestão de resíduos e na proteção ambiental.

Uma outra medida importante foi a manutenção do financiamento às infraestruturas nos seus aeroportos. No entanto, Senhora Comissária, queria dizer-lhe que me preocupam imenso os efeitos de uma concentração temática a nível nacional.

 
Última actualização: 26 de Junho de 2019Advertência jurídica