Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 16 de Abril de 2019 - Estrasburgo Edição provisória

Transparência e sustentabilidade do sistema da UE para a avaliação dos riscos na cadeia alimentar (debate)
MPphoto
 

  Ricardo Serrão Santos, relator de parecer da Comissão das Pescas. – Senhor Presidente, Senhor Comissário, quero desde já agradecer e felicitar pelo excelente trabalho efetuado por todos os envolvidos nas negociações, em particular aos diferentes relatores. Lamento não me focar nos muitos aspetos positivos, mas só tenho um minuto. Tenho que alertar para o facto de a produção de alimentos do mar e oceanos continuar a não ser considerada ao mesmo nível da produção agrícola ou industrial.

Apesar das alterações efetuadas, o Conselho de Administração da EFSA continua a não ter nenhum representante de produtos da pesca e aquacultura. Esta questão é tanto mais importante quanto quase 70 % destes produtos que são consumidos na União são importados de países terceiros, pelo que há que garantir que seguem os nossos elevados padrões de produção e de segurança alimentar.

Além disso, os oceanos estão a ser chamados a contribuírem para uma alimentação mais saudável num planeta onde a obesidade e um conjunto de doenças associadas se tornaram o novo estigma, com elevados custos financeiros e responsável por mais mortes do que a fome e subalimentação à escala planetária.

 
Última actualização: 9 de Julho de 2019Advertência jurídica