Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (seleccionado)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Perguntas Parlamentares
PDF 5kWORD 19k
6 de junho de 2016
E-002792/2016(ASW)
Resposta dada por Jonathan Hill em nome da Comissão
Referência da pergunta: E-002792/2016

O Regulamento Auditoria será aplicável a partir de 17 de junho de 2016, o que significa que o regime transitório previsto no seu artigo 41.°, introduzido a fim de evitar a rotatividade obrigatória dos auditores suscetível de desencadear um «efeito de precipício» no mercado da auditoria, será diretamente aplicável na legislação nacional relativamente aos exercícios financeiros com início em 17 de junho de 2016 ou após essa data.

A Comissão publicou vários documentos(1) de orientação sobre a aplicação do regime transitório.

A Comissão está igualmente ciente das preocupações mencionadas sobre a aplicação do regime transitório em Portugal e está a analisá-las. Este aspeto faz parte da avaliação em curso realizada pela Comissão da conformidade dos Estados-Membros com as novas regras da UE em matéria de auditoria.

(1)Disponível através da seguinte ligação:http://ec.europa.eu/finance/auditing/reform/index_en.htm

Advertência jurídica