Processo : 2017/2614(RSP)
Ciclo de vida em sessão
Ciclo relativo ao documento : O-000017/2017

Textos apresentados :

O-000017/2017 (B8-0208/2017)

Debates :

PV 06/04/2017 - 3
CRE 06/04/2017 - 3

Votação :

Textos aprovados :


Perguntas Parlamentares
PDF 96kWORD 16k
8 de Março de 2017
O-000017/2017
Pergunta com pedido de resposta oral O-000017/2017
à Comissão
Artigo 128.º do Regimento
Roberta Metsola, Pál Csáky, em nome do Grupo PPE
Birgit Sippel, Soraya Post, Tanja Fajon, Sylvie Guillaume, Claude Moraes, Monika Flašíková Beňová, Ana Gomes, Cécile Kashetu Kyenge, Dietmar Köster, Marju Lauristin, Juan Fernando López Aguilar, Péter Niedermüller, Christine Revault D'Allonnes Bonnefoy, Elly Schlein, em nome do Grupo S&D
Cecilia Wikström, Nathalie Griesbeck, em nome do Grupo ALDE
Benedek Jávor, Bodil Valero, Ulrike Lunacek, Barbara Lochbihler, Terry Reintke, Davor Škrlec, Bronis Ropė, Igor Šoltes, Eva Joly, Karima Delli, Ernest Urtasun, Rebecca Harms, em nome do Grupo Verts/ALE
Cornelia Ernst, Malin Björk, Barbara Spinelli, Martina Anderson, Marina Albiol Guzmán, Merja Kyllönen, Dimitrios Papadimoulis, Eleonora Forenza, em nome do Grupo GUE/NGL

 Assunto: Dia Internacional dos Ciganos
 Resposta em plenário 

Na sua resolução de 15 de abril de 2015, por ocasião do Dia Internacional dos Ciganos - a hostilidade em relação aos ciganos na Europa e o reconhecimento pela UE do dia em memória do genocídio dos ciganos durante a II Guerra Mundial, o Parlamento assumiu uma posição firme contra a hostilidade em relação aos ciganos, manifestando a sua profunda preocupação com o aumento desta na Europa e insistindo na necessidade de a combater a todos os níveis e por todos os meios. O Parlamento afirmou que o reconhecimento do Holocausto dos ciganos durante a II Guerra Mundial e a criação de um dia europeu em sua memória seria um passo simbólico importante na luta contra a hostilidade em relação aos ciganos e contribuiria para o conhecimento geral da História dos ciganos na Europa, e instou os Estados-Membros a seguirem o seu exemplo.

1. Como tenciona a Comissão assegurar que a luta contra a hostilidade em relação aos ciganos seja integrada em todas as políticas da UE relativas à sua inclusão? De que forma está a Comissão a acompanhar e avaliar a conformidade das políticas da UE e das políticas nacionais com os valores fundamentais da UE, com especial destaque para os direitos das minorias e a não discriminação?

2. Pode a Comissão apresentar um relatório sobre os progressos realizados até à data e propor novas recomendações para alcançar os objetivos definidos na sua Comunicação intitulada «Um quadro europeu para as estratégias nacionais de integração dos ciganos até 2020» (COM(2011)0173)? Uma vez que a resolução do Parlamento foi adotada, que medidas foram tomadas para melhorar a integração dos ciganos e combater eficazmente a hostilidade em relação aos ciganos, incluindo a institucionalização desta?

3. Que outras medidas foram adotadas, a fim de promover a criação do Dia Europeu em Memória dos Ciganos Vítimas do Holocausto?

Língua original da pergunta: EN
Advertência jurídica