Processo : 2017/2951(RSP)
Ciclo de vida em sessão
Ciclo relativo ao documento : O-000008/2018

Textos apresentados :

O-000008/2018 (B8-0011/2018)

Debates :

PV 18/04/2018 - 26
CRE 18/04/2018 - 26

Votação :

Textos aprovados :


Perguntas Parlamentares
PDF 184kWORD 18k
31 de Janeiro de 2018
O-000008/2018

Pergunta com pedido de resposta oral O-000008/2018

ao Conselho

Artigo 128.º do Regimento

Renate Sommer, Elena Gentile, Bolesław G. Piecha, Gesine Meissner, Kateřina Konečná, Marco Affronte, Mireille D'Ornano

em nome da Comissão do Ambiente, da Saúde Pública e da Segurança Alimentar


  Assunto:              Reservas em relação às vacinas e redução das taxas de vacinação na Europa

 Resposta em plenário 

A vacinação é sem dúvida uma das medidas de saúde pública mais eficazes em termos de custo. A vacinação generalizada levou à erradicação da varíola e fez desaparecer a poliomielite na Europa. Todos os Estados-Membros da UE recomendam a vacinação contra doenças graves e potencialmente mortais. Contudo, algumas vacinas continuam a ser subvalorizadas e subutilizadas. Não obstante ou talvez até em virtude do seu impacto na saúde pública, um número crescente de pais e pacientes tem optado por atrasar ou recusar a vacinação. As reservas generalizadas em relação às vacinas tornaram-se um fenómeno preocupante devido às variadas consequências para a saúde nos Estados-Membros. Dados epidemiológicos recentes sobre a situação da vacinação nos Estados-Membros mostram uma quebra significativa na utilização de vacinas.

Os profissionais de saúde são promotores essenciais da aceitação das vacinas. Apesar da disponibilidade de informações a partir de um grande leque de fontes, os prestadores de cuidados de saúde continuam a ser o indicador mais importante da aceitação das vacinas.

Tendo em conta o que precede, que medidas tenciona o Conselho tomar para combater a resistência à vacinação e promover:

              O lançamento de um plano de ação da UE verdadeiramente abrangente, que aborde o problema social das reservas em relação às vacinas?

              Medidas de combate à propagação de informações não fiáveis, enganosas e sem base científica sobre a vacinação e a organização de novas campanhas de informação com vista à disponibilização de conhecimentos mais aprofundados acerca das vacinas e ao aumento da cobertura da vacinação, incluindo entre profissionais de saúde?

Apresentação: 31.1.2018

Transmissão: 1.2.2018

Prazo: 22.2.2018

Língua original da pergunta: EN
Última actualização: 5 de Fevereiro de 2018Advertência jurídica