Accesso directo à navegação principal (Premir "enter")
Acesso aos conteúdos da página (clicar sobre "Entrar")
Accesso directo a lista de outros sítios Web (Premir "enter")
top story icon
Em destaque :

Dia Internacional da Mulher - Em direção a uma verdadeira igualdade de género

Direitos da mulher/Igualdade de oportunidades 07-03-2014 - 13:48 / Atualizado em: 07-03-2014 - 17:11
 
 

A igualdade de género é um dos valores fundamentais do Parlamento e a violência contra as mulheres é uma forma de discriminação de género e um dos temas mais sensíveis da desigualdade entre homens e mulheres. De forma a abordar o tema e encontrar possíveis soluções, a edição deste ano do Dia Internacional da Mulher é dedicado à prevenção da violência contra as mulheres. (Ler mais: Prevenir a violência contra as mulheres: um desafio para todos)

A violência tocou a vida de quase metade das mulheres na Europa. São números chocantes que revelam não só uma percentagem alarmante de vidas abaladas e famílias destruídas, mas também um enorme impacto económico que custa à Europa 228 mil milhões de euros por ano. Em vésperas do Dia Internacional da Mulher, o Parlamento Europeu apelou a uma estratégia comum da UE para combater a violência contra as mulheres. Conversámos com Antonyia Parvanova, eurodeputada búlgara do grupo ALDE e relatora. (Ler mais: Antonyia Parvanova: "Quase metade das mulheres na Europa foram vítimas de violência em algum momento da sua vida”)

Vítimas, especialmente mulheres e crianças, que fujam da violência doméstica muitas vezes descobrem que as medidas legais que as protegem num país não as amparam noutros Estados-Membros. Agora, com as novas regras aprovadas pelo Parlamento Europeu a 22 de maio, a proteção das vítimas de perseguição e violência vai ser estendida a toda a UE. Antes da votação aproveitámos para entrevistar o eurodeputado espanhol do PPE Antonio López-Istúriz e a eurodeputada liberal búlgara Antonyia Parvanova. (Ler mais: Eurodeputados estendem proteção de vítimas de violência de género a toda a UE)

A violência contra as mulheres é uma violação dos direitos humanos e constitui uma discriminação de género que nega às mulheres a oportunidade de participar plenamente na vida económica, social, política e cultural. No âmbito das celebrações do Dia Internacional da Mulher da próxima semana, o Parlamento está a organizar uma série de eventos especiais relacionados com o tema deste ano: a prevenção da violência contra as mulheres. (Ler mais: Dia Internacional da Mulher: Prevenção da violência contra as mulheres)

Como se podem alterar os estereótipos femininos na sociedade europeia? Esta foi uma das questões colocadas pelos fãs da página do Parlamento Europeu no Facebook durante o chat com o presidente da comissão para os direitos da mulher e igualdade dos géneros Mikael Gustafsson, esta quarta-feira, 5 de março, por ocasião do Dia Internacional da Mulher. Os participantes também quiseram saber o que podem os Estados-Membros fazer para melhorar a igualdade entre homens e mulheres. (Ler mais: Mikael Gustafsson: "A violência contra as mulheres é um reflexo da desigualdade de género")

Em 2013, o Dia Internacional da Mulher é dedicado à resposta das mulheres à crise. As desigualdades de género sempre existiram no mercado de trabalho mas a crise não ajudou a atenuá-las. São ainda poucas as mulheres que chegam aos cargos mais importantes das empresas e existe uma discrepância salarial no valor de 8 000€ anuais em relação aos homens. Saiba mais através da nossa infografia. (Ler mais: Mulher maravilha? Desigualdades de género ainda enormes no mercado de trabalho)

REF. : 20140304TST37502
 
 
Fim à violência contra mulheres
 

Mikael Gustafsson, Presidente da comissão das Mulheres, responde a questões e novas ideias de defensores de soluções viáveis contra a violência contra mulheres na Europa.

 
Repórter: Violência doméstica
 

Na Bélgica, uma em cada três mulheres sofre um ato de violência na vida. A EuroparlTV foi conhecer algumas das mulheres que tentam reconstruir as suas vidas. (26/02/2013)

 
"Flash mob" para pôr fim à violência contra as mulheres
 

Os eurodeputados encontram-se com a autora e ativista Eve Ensler antes do debate e votação, desta semana, sobre o combate à violência contra as mulheres e raparigas. (04/02/2013)