Nuno MELO
  • Nuno
    MELO
  • Group of the European People's Party (Christian Democrats)
  • Member
  • Portugal Partido Popular
  • Date of birth: 18 March 1966, Joane

Member

  • AGRI Committee on Agriculture and Rural Development
  • PEST Special Committee on the Union’s authorisation procedure for pesticides
  • DMER Delegation for relations with Mercosur
  • DLAT Delegation to the Euro-Latin American Parliamentary Assembly

Substitute

  • ENVI Committee on the Environment, Public Health and Food Safety
  • LIBE Committee on Civil Liberties, Justice and Home Affairs
  • TERR Special Committee on Terrorism
  • D-CN Delegation for relations with the People's Republic of China

Most recent activities

  • O que é que um lucro de 82% na venda de um apartamento que António Costa comprara 10 meses antes e a aquisição, por 600 mil euros, de uma casa em Madrid, pelo comunista espanhol Pablo Iglesias têm que ver entre si? Tudo. Sendo que o que revelam é o pior da política; a moral fácil e falsa que se aplica a pensar nos votos, mas que não se pratica e se desvaloriza em causa própria, sem sentir sequer vergonha. Quando quis sublinhar que "26 mil famílias vivem em condições precárias sem ter acesso a uma habitação digna", o primeiro-ministro repetiu há semanas o que já dissera noutras ocasiões: acabaremos "com um dos maiores dramas sociais que o Governo PSD/ CDS legaram, que foi uma lei das rendas injusta e desumana, que nem os idosos poupa à especulação imobiliária". Azar nítido, soube-se depois que o sensível e bondoso líder do PS vendera por 100 mil euros o apartamento que há menos de um ano comprara por 55 mil euros a um casal de idosos que nele tinha aplicado as poupanças de uma vida, sensibilizados por um argumento: o imóvel "era para a filha do primeiro-ministro ficar a morar perto do café do irmão". Será difícil antecipar o que é que para António Costa cabe no conceito de "especulação imobiliária". Mas para lá do engodo, quase duplicar em 10 meses um investimento na compra de um apartamento, que por causa do pretexto invocado adquirira muito abaixo do preço de mercado, foi no mínimo um negócio da China, em que o que menos importou foram preocupações com a velhice alheia. Compreensivelmente, da anterior dona, residente na Sertã, um comentário lapidar: "Isso dá choque, está a ouvir? Porque eram as nossas coisas, nós lutámos tanto para economizar e conseguir comprar lá uma coisinha. E, finalmente, vendemos e foi assim meio-dado, meio-vendido, para outros irem gozar à nossa custa." Outros, leia-se, é o primeiro-ministro de Portugal. Do mesmo modo, quando quis pregar moralismo barato, o líder do Podemos, Pablo Iglesias, criticou o ministro espanhol Luis de Guindos no Twitter, perguntando assim: "entregarias a política económica de um país a quem gasta 600 mil euros num apartamento de luxo?". Agora, enquanto gasta 600 mil euros numa casa de igual luxo, o representante da extrema-esquerda espanhola pede votos para ser primeiro-ministro de Espanha, mas já não há problema nenhum. A leviandade nas contradições é tão absoluta que chega a ser insultuosa. Mostra os milagres de que, à Esquerda, um cheirinho de capitalismo é capaz. E a moral da história é a falta dela. Bem pregava Frei Tomás.
    24/05/2018 10:48 - facebook
  • Antecipando que o título é equívoco, partilho a minha entrevista ao Observador. Espero que apreciem .
    22/05/2018 20:13 - facebook

Contacts

Bruxelles

  • Parlement européen
    Bât. Altiero Spinelli
    08E107
    60, rue Wiertz / Wiertzstraat 60
    B-1047 Bruxelles/Brussel

Strasbourg

  • Parlement européen
    Bât. Louise Weiss
    T09018
    1, avenue du Président Robert Schuman
    CS 91024
    F-67070 Strasbourg Cedex

Postal address

  • European Parliament
    Rue Wiertz
    Altiero Spinelli 08E107
    1047 Brussels