José Manuel FERNANDES
  • José Manuel
    FERNANDES
  • Európai Néppárt (Kereszténydemokraták) képviselőcsoport
  • Tag
  • Portugália Partido Social Democrata
  • Születési idő: 1967. július 26., Vila Verde

Tag

  • BUDG Költségvetési Bizottság
  • PANA A pénzmosás, adókikerülés és adókijátszás tekintetében az uniós jog állítólagos megsértésének és az annak alkalmazása során állítólagosan elkövetett hivatali visszásságoknak a kivizsgálásával foglalkozó vizsgálóbizottság
  • DMAG A Maghreb-országokkal és az Arab Maghreb Unióval fenntartott kapcsolatokért felelős küldöttség
  • DMED Az Unió a Mediterrán Térségért Parlamenti Közgyűlésbe delegált küldöttség

Póttag

  • ECON Gazdasági és Monetáris Bizottság
  • DACP Az AKCS–EU Közös Parlamenti Közgyűlésbe delegált küldöttség

Legutóbbi tevékenységek

  • Apresentei esta sexta-feira a edição deste ano da publicação “Pela Nossa Terra – Minho 2017”. Foi um privilégio contar com o apoio dos meus amigos Francisco Assis, deputado ao Parlamento Europeu, e Paulo Cunha, presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão. E quero deixar um agradecimento especial a todos os que puderam estar presentes e encheram a Casa das Artes em Vila Nova de Famalicão. Como Francisco Assis e Paulo Cunha sublinharam na apresentação, este livro é mais um contributo para reforçar a proximidade do meu trabalho com a região do Minho e os eleitores, assim como da União Europeia com este território. Como sempre, dou o máximo e, como eurodeputado, dou o meu contributo para puxar por este nosso território, de potencialidades e riquezas únicas no mundo. Nesta missão, todos somos importantes. Por isso, e porque sou europeísta e um municipalista convicto, faço questão de continuar a identificar os presidentes de Junta de todas as freguesias do Minho. É verdade que sinto “o mundo cada vez mais imprevisível e perigoso”. Mas tenho confiança que juntos, com uma União Europeia solidária e responsável, conseguimos vencer os desafios.
    18/02/2017 15:00 - facebook
  • É verdade que o défice público diminuiu em 2016? É. É verdade que a economia portuguesa ficou melhor em 2016 e vai ficar melhor nos próximos anos? Não. O Governo investiu menos mil milhões de euros do que o previsto no orçamento para este ano. Acumulam-se as notícias de investimentos que deixaram de ser realizados ou de faturas cujos pagamentos deviam ter ocorrido em 2016 mas foram adiados para este ano de 2017. Este défice é uma farsa e não é amigo da economia, da competitividade nem do crescimento, não é reformador e empurra os problemas para a frente.
    17/02/2017 15:15 - facebook
  • No ano de 2016, ficaram por executar, 13 mil milhões de euros relacionados com a política de coesão. Estão por nomear, 127 autoridades de gestão, num total de 564, que irão agilizar os procedimentos dos fundos estruturais de investimento. De quem é a responsabilidade? De quem é a responsabilidade desta má gestão? Estas questões foram colocadas, por mim, à Comissária para o Desenvolvimento Regional, Iskra Mihaylova, ontem, no plenário em Estrasburgo. Na intervenção, referi, que é fundamental acelerar os fundos das políticas de coesão, promovendo sinergias entre os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento, o Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos, do qual sou relator, e os Fundos Estruturais de Políticas de Coesão. O objetivo é o de aumentar a competitividade, o crescimento e o emprego da nossa União Europeia. Só assim alcançaremos os objetivos definidos na Estratégia Europa 2020.
    16/02/2017 20:40 - facebook
  • Foi hoje aprovado, pelo Parlamento Europeu, o CETA, Acordo Económico e Comercial Global, entre a União Europeia e o Canadá. Votei favoravelmente porque acredito que o acordo beneficia a economia, as empresas e as pessoas, através do alargamento do mercado e da redução dos direitos aduaneiros. Os exportadores europeus vão poupar mais de 500 milhões de euros anuais em taxas aduaneiras! A aprovação deste documento fica no entanto marcada pelos votos contra da extrema-direita e da extrema-esquerda, que mais uma vez se uniram, não na defesa de uma Europa mais forte mas na defesa de uma Europa partida e mais frágil! Mas o Parlamento não cedeu aos populismos dos partidos extremistas, e mostrou, com a aprovação do CETA, que a Europa está empenhada numa economia competitiva e num mundo global!
    15/02/2017 21:03 - facebook

Kapcsolattartás

Bruxelles

  • Parlement européen
    Bât. Altiero Spinelli
    08E146
    60, rue Wiertz / Wiertzstraat 60
    B-1047 Bruxelles/Brussel

Strasbourg

  • Parlement européen
    Bât. Louise Weiss
    T09023
    1, avenue du Président Robert Schuman
    CS 91024
    F-67070 Strasbourg Cedex

Postacím

  • European Parliament
    Rue Wiertz
    Altiero Spinelli 08E146
    1047 Brussels