Inese VAIDERE : 7ª legislatura 

Grupos políticos 

  • 14-07-2009 / 23-07-2009 : Grupo do Partido Popular Europeu (Democratas-Cristãos) - Membro
  • 24-07-2009 / 30-06-2014 : Grupo do Partido Popular Europeu (Democratas-Cristãos) - Membro da Mesa

Partidos nacionais 

  • 14-07-2009 / 03-07-2012 : Pilsoniskā Savienība (Letónia)
  • 04-07-2012 / 30-06-2014 : Vienotība (Letónia)

Membro 

  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Comissão dos Assuntos Externos
  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Subcomissão dos Direitos do Homem
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação às Comissões Parlamentares de Cooperação UE-Cazaquistão, UE-Quirguizistão e UE-Usbequistão, e para as Relações com o Tajiquistão, o Turcomenistão e a Mongólia
  • 19-01-2012 / 30-06-2014 : Comissão dos Assuntos Externos
  • 19-01-2012 / 30-06-2014 : Subcomissão dos Direitos do Homem

Membro suplente 

  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Comissão do Comércio Internacional
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação à Comissão Parlamentar de Cooperação UE-Ucrânia
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação à Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação à Assembleia Parlamentar Euronest
  • 19-01-2012 / 30-06-2014 : Comissão do Comércio Internacional

all-activities 

Relatório(s) - enquanto relator 
As comissões parlamentares competentes designam relatores para a elaboração de relatórios sobre as propostas de natureza legislativa ou orçamental, ou sobre outras questões. Para a elaboração dos seus relatórios, os relatores podem consultar peritos e partes interessadas relevantes. Cabe-lhes igualmente elaborar alterações de compromisso e proceder a negociações com os relatores-sombra. Os relatórios aprovados a nível das comissões são, em seguida, examinados e votados em sessão plenária.Artigo 55.º do Regimento

Relatório(s) - enquanto relator sombra 
Os grupos políticos designam um relator-sombra para cada relatório na comissão competente, a fim de acompanhar o andamento do relatório e negociar textos de compromisso com o relator. Artigo 215.º do Regimento

Pareceres enquanto relator 
As comissões podem elaborar um parecer sobre um relatório da comissão competente que incida sobre os elementos que se inserem na respetiva esfera de atribuições. Os relatores de parecer são igualmente responsáveis pela elaboração de alterações de compromisso e pelas negociações com os relatores-sombra de parecer. Artigo 56.º, artigo 57.º, Anexo VI do Regimento

PARECER sobre a proposta de regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho que estabelece as disposições gerais para concessão de assistência macrofinanceira a países terceiros  
- AFET_AD(2012)483812 -  
-
AFET 
PARECER sobre a Recomendação ao Conselho e à Comissão sobre o novo Acordo UE-Rússia  
- INTA_AD(2011)462736 -  
-
INTA 
PARECER sobre uma União da Inovação: transformar a Europa para um mundo pós-crise  
- INTA_AD(2011)456869 -  
-
INTA 

Pareceres enquanto relator sombra 
Os grupos políticos designam um relator-sombra de parecer para acompanhar a evolução do parecer em causa e negociar textos de compromisso com o relator de parecer. Artigo 215.º do Regimento

PARECER sobre a proposta de regulamento do Conselho que estabelece o quadro financeiro plurianual para o período 2014-2020  
- INTA_AD(2012)492948 -  
-
INTA 
PARECER sobre a proposta de regulamento do Parlamento Europeu e do Conselho que cria, no âmbito do Fundo para a Segurança Interna, um instrumento de apoio financeiro em matéria de fronteiras externas e de vistos  
- AFET_AD(2012)489432 -  
-
AFET 

Proposta(s) de resolução 
Os deputados podem apresentar propostas de resolução sobre assuntos que se enquadrem na esfera de atividades da União. As propostas de resolução são transmitidas à comissão competente, para apreciação. Artigo 143.º do Regimento

Pergunta(s) parlamentares 
As perguntas com pedido de resposta oral com debate podem ser apresentadas por uma comissão, um grupo político ou um mínimo de 5% de deputados que compõem o Parlamento. Os destinatários são as outras instituições da UE. A Conferência dos Presidentes decide se, e por que ordem, as perguntas são inscritas no projeto de ordem do dia de uma sessão plenária. Artigo 128.º

Declarações escritas (até 16 de janeiro de 2017) 
**Este instrumento deixou de existir em 16 de janeiro de 2017**. A declaração escrita era uma iniciativa que incidia sobre uma matéria da competência da UE. Podia ser coassinada por vários deputados num prazo de três meses.

Declaração escrita sobre a garantia de pleno cumprimento dos critérios da UE aplicáveis à exportação de armas e equipamento militar para países terceiros  
- P7_DCL(2010)0095 - Caduca  
Inese VAIDERE , Ana GOMES , Krišjānis KARIŅŠ , Tunne KELAM , Vytautas LANDSBERGIS  
Data de abertura : 13-12-2010
Caduca no dia : 24-03-2011
Número de signatários : 80 - 24-03-2011
Declaração escrita sobre a proposta de construção de uma central nuclear na província de Hrodna, Bielorrússia  
- P7_DCL(2010)0054 - Caduca  
Leonidas DONSKIS , Krišjānis KARIŅŠ , Inese VAIDERE  
Data de abertura : 14-06-2010
Caduca no dia : 14-10-2010
Número de signatários : 45 - 15-10-2010

Declarações 

Declaração de interesses financeiros 

Contacto