Katarína NEVEĎALOVÁ : 7ª legislatura 

Grupos políticos 

  • 14-07-2009 / 30-06-2014 : Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu - Membro

Partidos nacionais 

  • 14-07-2009 / 30-06-2014 : SMER-Sociálna demokracia (Eslováquia)

Membro 

  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Comissão da Cultura e da Educação
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação às Comissões Parlamentares de Cooperação UE-Cazaquistão, UE-Quirguizistão e UE-Usbequistão, e para as Relações com o Tajiquistão, o Turcomenistão e a Mongólia
  • 19-01-2012 / 30-06-2014 : Comissão da Cultura e da Educação

Membro suplente 

  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos
  • 16-07-2009 / 18-01-2012 : Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade dos Géneros
  • 16-09-2009 / 30-06-2014 : Delegação à Assembleia Parlamentar Paritária ACP-UE
  • 07-10-2009 / 30-06-2014 : Delegação à Assembleia Parlamentar Euronest
  • 19-01-2012 / 19-09-2012 : Comissão das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos
  • 19-01-2012 / 30-06-2014 : Comissão dos Direitos da Mulher e da Igualdade dos Géneros
  • 20-09-2012 / 30-06-2014 : Comissão do Comércio Internacional

all-activities 

Contributos para os debates em sessão plenária 
Intervenções em sessão plenária e declarações escritas relativas aos debates em sessão plenária. Artigos 204.º e 171.º (n.º 11)

Relatório(s) - enquanto relator 
As comissões parlamentares competentes designam relatores para a elaboração de relatórios sobre as propostas de natureza legislativa ou orçamental, ou sobre outras questões. Para a elaboração dos seus relatórios, os relatores podem consultar peritos e partes interessadas relevantes. Cabe-lhes igualmente elaborar alterações de compromisso e proceder a negociações com os relatores-sombra. Os relatórios aprovados a nível das comissões são, em seguida, examinados e votados em sessão plenária.Artigo 55.º do Regimento

Relatório(s) - enquanto relator sombra 
Os grupos políticos designam um relator-sombra para cada relatório na comissão competente, a fim de acompanhar o andamento do relatório e negociar textos de compromisso com o relator. Artigo 215.º do Regimento

Pareceres enquanto relator 
As comissões podem elaborar um parecer sobre um relatório da comissão competente que incida sobre os elementos que se inserem na respetiva esfera de atribuições. Os relatores de parecer são igualmente responsáveis pela elaboração de alterações de compromisso e pelas negociações com os relatores-sombra de parecer. Artigo 56.º, artigo 57.º, Anexo VI do Regimento

PARECER sobre a Agenda para Novas Qualificações e Novos Empregos  
- CULT_AD(2011)462815 -  
-
CULT 
PARECER sobre a promoção do acesso dos jovens ao mercado de trabalho e o reforço do estatuto de formando, estagiário e aprendiz  
- CULT_AD(2010)439394 -  
-
CULT 

Pareceres enquanto relator sombra 
Os grupos políticos designam um relator-sombra de parecer para acompanhar a evolução do parecer em causa e negociar textos de compromisso com o relator de parecer. Artigo 215.º do Regimento

PARECER sobre o combate ao desemprego juvenil: soluções possíveis  
- FEMM_AD(2013)508138 -  
-
FEMM 
PARECER A política externa da UE no setor da aviação – Responder aos futuros desafios  
- INTA_AD(2013)504234 -  
-
INTA 
PARECER sobre reforçar a confiança no mercado único digital  
- CULT_AD(2012)487988 -  
-
CULT 

Proposta(s) de resolução 
Os deputados podem apresentar propostas de resolução sobre assuntos que se enquadrem na esfera de atividades da União. As propostas de resolução são transmitidas à comissão competente, para apreciação. Artigo 143.º do Regimento

Pergunta(s) parlamentares 
As perguntas com pedido de resposta oral com debate podem ser apresentadas por uma comissão, um grupo político ou um mínimo de 5% de deputados que compõem o Parlamento. Os destinatários são as outras instituições da UE. A Conferência dos Presidentes decide se, e por que ordem, as perguntas são inscritas no projeto de ordem do dia de uma sessão plenária. Artigo 128.º

Declarações escritas (até 16 de janeiro de 2017) 
**Este instrumento deixou de existir em 16 de janeiro de 2017**. A declaração escrita era uma iniciativa que incidia sobre uma matéria da competência da UE. Podia ser coassinada por vários deputados num prazo de três meses.

Declaração escrita sobre uma governação aberta e cooperante  
- P7_DCL(2012)0019 - Caduca  
Gianni PITTELLA , Rodi KRATSA-TSAGAROPOULOU , Marisa MATIAS , Katarína NEVEĎALOVÁ , Marietje SCHAAKE  
Data de abertura : 09-05-2012
Caduca no dia : 13-09-2012
Número de signatários : 179 - 13-09-2012
Declaração escrita em apoio da instituição de um Dia Internacional da Rapariga  
- P7_DCL(2011)0039 - Aprovada  
Véronique MATHIEU HOUILLON , Roberta ANGELILLI , Edite ESTRELA , Jean LAMBERT , Katarína NEVEĎALOVÁ  
Data de abertura : 26-09-2011
Caduca no dia : 09-01-2012
Data de aprovação : 15-12-2011
Texto aprovado (com a lista dos signatários) : P7_TA(2011)0593
Número de signatários : 404 - 15-12-2011

Declarações 

Declaração de interesses financeiros