Paulo RANGEL
  • Paulo
    RANGEL
  • Grupo do Partido Popular Europeu (Democratas-Cristãos)
  • Vice-Presidente
  • Portugal Partido Social Democrata
  • Data de nascimento: 18 de Fevereiro de 1968, V.N. Gaia

Vice-Presidente

  • DACP Delegação à Assembleia Parlamentar Paritária ACP-UE

Membro

  • AFCO Comissão dos Assuntos Constitucionais

Membro suplente

  • AFET Comissão dos Assuntos Externos
  • D-RU Delegação à Comissão Parlamentar de Cooperação UE-Rússia
  • DMAS Delegação para as Relações com os Países do Maxereque
  • DMED Delegação à Assembleia Parlamentar da União para o Mediterrâneo

Últimas atividades

Legado da revolução totalitária bolchevique de 1917 (debate de atualidade)

15-11-2017 P8_CRE-PROV(2017)11-15(18)

Estado de direito em Malta (debate)

14-11-2017 P8_CRE-PROV(2017)11-14(11)
  • Porto e sede da EMA. Com o tempo disponível, a cidade mostrou estar à altura de albergar uma grande instituição internacional. Designadamente, em sede de infraestruturas logísticas e educacionais. O critério mais desfavorável para o Porto foi o de o país ter já 2 agências (o que excluía a primeira escolha do governo). A escolha muito tardia e a falta do Ministro à votação não ajudaram.
    21/11/2017 10:06 - facebook
  • Este Governo quis, numa atitude populista, prometer tudo a todos mas, confrontado com a realidade, decidiu dividir os portugueses em cidadãos de primeira e cidadãos de segunda...
    17/11/2017 20:59 - facebook
  • Nos últimos dias, primeiro em Buenos Aires no Foro Ibero-americano, depois em Braga num encontro do PPE, há dias num artigo do Público ou Stephen Hawking na Web Summit, já só ouço falar da inteligência artificial e do grande salto que ela acaba de dar. Tudo isto, dito e lido, ao som desse já clássico do pós-humanismo ou do trans-humanismo que é Homo Deus de Harari. O grande temor é o de que a inteligência artificial supere o ser humano e consume a sua definitiva desumanização. Não sei o que diria Alberto Luís; mas vejo-o a regressar à Grécia e ao ócio, achando muito fleumaticamente que essas máquinas inteligentes poderiam libertar os homens de tarefas pesadas de raciocínio e cálculo, deixando-os a disfrutar do que verdadeiramente seria a essência do humano. Seria o regresso do ócio, da filosofia, da dialéctica, agora sem escravos, que eram afinal (e tão indignamente) “máquinas pensantes”. Imagino-o a dizer isto, amante como era da Grécia Antiga, mas não sei se diria. Sei, e disso tenho certeza, que Alberto Luís foi o humanista que se fez homem, o humanista que se fez humano, o humanista que se fez carne.
    15/11/2017 17:20 - facebook

Contactos

Bruxelles

  • Parlement européen
    Bât. Altiero Spinelli
    08E130
    60, rue Wiertz / Wiertzstraat 60
    B-1047 Bruxelles/Brussel

Strasbourg

  • Parlement européen
    Bât. Louise Weiss
    T09019
    1, avenue du Président Robert Schuman
    CS 91024
    F-67070 Strasbourg Cedex

Endereço postal

  • European Parliament
    Rue Wiertz
    Altiero Spinelli 08E130
    1047 Brussels