Acessibilidade das pessoas com deficiência ao Parlamento Europeu 

Ao longo dos anos, um elevado número de medidas melhorou consideravelmente a acessibilidade de deputados, funcionários e visitantes portadores de deficiências. Todos os novos projetos para ampliar, renovar ou equipar os edifícios do PE devem, desde o início, ter como prioridade garantir integralmente a acessibilidade de pessoas com deficiência.


Todos os edifícios do Parlamento têm, pelo menos, uma entrada acessível por cadeira de rodas. Os parques de estacionamento nas três cidades onde o Parlamento está localizado (Bruxelas, Estrasburgo e Luxemburgo) têm lugares reservados para condutores com deficiência e as cafetarias estão equipadas com mesas e caixas registadoras adaptadas para pessoas que utilizam cadeiras de rodas. É permitida a entrada e permanência de cães de trabalho nas instalações do Parlamento.



Acessibilidade das pessoas com deficiência ao Parlamento Europeu © Parlamento Europeu. 

Para além destas instalações de fácil acesso, a acessibilidade digital do Parlamento Europeu tem vindo a registar uma melhoria constante ao longo dos últimos anos, com um aumento das tecnologias de apoio disponíveis a pedido. Para as pessoas com deficiência auditiva, podem ser fornecidos anéis de indução magnética e solicitados com antecedência intérpretes de língua gestual. Para as pessoas com deficiência visual, a impressão e os ecrãs em Braille, os auxiliares de leitura e os programas de leitura de ecrã são apenas algumas das tecnologias de apoio disponíveis.


Em consonância com a Diretiva da UE relativa à acessibilidade dos sítios «web» dos organismos do setor público, o sítio «web» do Parlamento foi adaptado para obedecer às orientações da Iniciativa de Acessibilidade da Web – WAI. As páginas «web» foram tornadas mais claras e fáceis de navegar e o conteúdo permanece o mesmo quando visualizado através de um leitor de ecrã. O conteúdo multimédia também foi tornado mais acessível com a adição de legendas e transcrições.