Qual é o orçamento do Parlamento Europeu?  

O orçamento do Parlamento Europeu para 2018 ascendeu a 1,95 mil milhões de euros, 44% do qual se destinou a despesas com pessoal, nomeadamente os salários dos cerca de 7 000 funcionários e do pessoal dos grupos políticos. Este orçamento cobriu também os custos da interpretação, da tradução externa e das despesas de viagem dos funcionários.


Na medida em que o Parlamento é uma instituição democraticamente eleita que elabora leis vinculativas em todos os Estados-Membros, uma parcela importante do seu pessoal trabalha na tradução e interpretação dos procedimentos, a fim de que tanto os deputados, como os cidadãos, os possam acompanhar.


Cerca de 22% do orçamento de 2018 foi gasto em despesas com os deputados, incluindo salários, viagens, gabinetes e pagamento dos assistentes.


As despesas com os edifícios do Parlamento representaram 13% do orçamento de 2017, cobrindo o arrendamento, a construção, a manutenção, a segurança e as despesas correntes nos três locais de trabalho (Bruxelas, Luxemburgo e Estrasburgo), bem como nos Gabinetes de Ligação nos 28 Estados-Membros.


A política de informação e as despesas administrativas, como, por exemplo, as TI e as telecomunicações, representaram 16% em 2017. As atividades dos grupos políticos representam 6 % do orçamento.