Parlamento Europeu inicia nova legislatura com sete grupos políticos 

Atualizado: 
 
Criado:   
 

Partilhar esta página: 

Distribuição por grupo político  

O novo Parlamento Europeu reúne pela primeira vez a 2 de julho e os deputados ao Parlamento Europeu formaram sete grupos políticos.

Uma vez conhecidos os resultados das eleições europeias, os eurodeputados recém-eleitos organizam-se em grupos políticos, que reúnem representantes de diferentes Estados-Membros com base nas suas afinidades políticas.

De acordo com as regras do Parlamento, um grupo político deve ser composto por, pelo menos, 25 deputados de, pelo menos, um quarto dos Estados-Membros (ou seja, sete). Os eurodeputados podem pertencer a um único grupo político, mas podem optar por não pertencer a nenhum; são então chamados não inscritos. Atualmente, 57 eurodeputados permanecem fora dos grupos políticos.

Os grupos políticos podem ser formados em qualquer altura do mandato. Para já, sete foram reconhecidos como preenchendo os critérios necessários.

Os grupos políticos desfrutam de certas vantagens - desempenham um papel importante na definição da agenda do Parlamento, recebem mais tempo de uso da palavra durante os debates, têm mais espaço para gabinetes, mais pessoal e mais dinheiro para organizar reuniões e distribuir informação. Também decidem sobre a criação de comissões parlamentares e delegações.

Seguem-se os grupos políticos por ordem de grandeza, a partir de 2 de julho de 2019:


Grupo Político

Presidente ou co-Presidente

Número de membros

Grupo do Partido Popular Europeu (PPE)

Manfred Weber (Alemanha). Cumpre o quarto mandato como eurodeputado. Preside o grupo desde 2014.

182

Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu (S&D)

Iratxe García (Espanha). Membro do PE desde 2004.

154


Grupo Renew Europe

Dacian Cioloș (Roménia). Cumpre o primeiro mandato como eurodeputado. Foi Comissário da Agricultura em 2010-2014 e já foi Primeiro-Ministro.

108


Grupo dos Verdes/Aliança Livre Europeia (Verdes/ALE)

Co-Presidentes Ska Keller (Alemanha) e Philippe Lamberts (Bélgica). Keller é eurodeputada desde 2009 e tornou-se co-presidente do Grupo em 2016. Lamberts tornou-se eurodeputado em 2009 e co-presidente em 2014.

74

Identity and Democracy (ID)

Marco Zanni (Itália). Membro do PE desde 2014.

73

Conservadores e Reformistas Europeus (ECR)

Co-presidentes: Ryszard Legutko (Polónia) e Raffaele Fitto (Itália). Legutko, eurodeputado desde 2009, tornou-se co-presidente em 2017. Fitto foi eurodeputado entre 1999-2000, tendo regressado em 2014.

62

Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde (GUE/NGL)

Manon Aubry (França), eurodeputada pela primeira vez e Martin Schirdewan (Alemanha), deputado europeu desde 2017.

41


Saiba mais sobre os grupos políticos e a sua dimensão nesta e em anteriores legislaturas na página sobre os resultados eleitorais.