Progresso da UE no combate às alterações climáticas (Infografia)  

 
 

Partilhar esta página: 

Emissões de gases com efeito de estufa.  

A UE estabeleceu metas ambiciosas para a redução de emissões de gases com efeito de estufa até 2020. Confira a nossa infografia para saber mais sobre o progresso que está a ser feito.

A luta contra as alterações climáticas é uma prioridade para a União Europeia, que se comprometeu a cumprir uma série de metas e a tomar medidas para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa. Mas, estamos no bom caminho?

Objetivos climáticos para 2020

As metas da UE para 2020 foram definidas no pacote clima-energia adotado em 2008. Um dos objetivos é uma redução de 20% das emissões de gases com efeito de estufa em comparação com os níveis de 1990.

Em 2015, a quantidade de emissões de gases com efeito de estufa na UE diminui 22% em comparação com 1990. De acordo com as últimas projeções dos Estados-Membros em função das medidas existentes, a UE continuará no bom caminho para atingir as metas propostas, esperando-se que as emissões sejam 26% menores em 2020 do que em 1990.

Contudo, segundo as primeiras estimativas do Eurostat, as emissões de gases com efeito de estufa na UE aumentaram em 2017. Os Estado-Membros estão a discutir como reforçar as metas para 2030 e a estratégia para 2050 antes da COP24, que se celebra em dezembro em Katowice, na Polónia.

Progresso no setor energético e industrial

Para cumprir a meta mencionada, a UE está a tomar medidas em vários domínios.

Uma delas é o regime de comércio de licenças de emissão da UE (ETS), que cobre as emissões de gases com efeito estufa das grandes instalações do setor industrial e energético, assim como do setor da aviação, que representa perto de 45% das emissões de gases com efeito de estufa na UE.

Entre 2005 e 2016, as emissões das centrais elétricas e das fábricas abrangidas pelo regime de comércio de licenças de emissão diminuíram um 26%, uma redução que vai mais além da meta estabelecida para 2020, situada nos 23%.

Metas nacionais de emissões

Para reduzir as emissões de outros setores (habitação, agricultura, resíduos, transporte, excluindo a aviação) os Estados-Membros estabelecem as metas nacionais de redução de emissões de acordo com a Decisão “Partilha de Esforços”.

As emissões dos setores abrangidos pelas metas nacionais foram 11% menores em 2016 do que em 2005, superando assim a meta exigida para 2020, que previa uma redução de 10%.

Decisão Partilha de Esforços