Dia Mundial da Ajuda Humanitária: homenageando os trabalhadores humanitários 

 
 

Partilhar esta página: 

Em 2013, os Estados-Membros da UE concederam proteção a 135 700 requerentes de asilo e quase metade recebeu o estatuto de refugiado. ©BELGAIMAGE/ZUMAPRESS/D.Honl 

O trabalho diligente e muitas vezes perigoso dos voluntários ajuda a fazer a diferença nas vidas dos milhões de vítimas de catástrofes naturais ou provocadas pelo Homem. O Dia Mundial da Ajuda Humanitária, assinalado a 19 de agosto, honra todos aqueles que dedicam as suas vidas à assistência humanitária. Continue a ler para saber o que a União Europeia está a fazer para apoiar o seu trabalho.

Em fevereiro, o Parlamento aprovou o Corpo Europeu de Voluntários para a Ajuda Humanitária. O programa prevê que até 10 000 europeus tenham a oportunidade de colocar em prática as suas competências e experiência em países atingidos por crises humanitárias.


Em 2013, os Estados-Membros da UE concederam proteção a 135 700 requerentes de asilo e quase metade recebeu o estatuto de refugiado. O Parlamento aprovou ainda novas regras comuns de asilo para assegurar condições de tratamento e de vida decentes aos requerentes de asilo na UE e para assegurar que não são transferidos para Estados-Membros que não sejam capazes de assegurar condições de vida dignas.


Os eurodeputados sempre defenderam mais fundos para ajudar os que mais precisam. Em abril a comissão parlamentar dos orçamentos deu luz verde a 150 milhões de euros adicionais destinados à ajuda humanitária urgente e à assistência alimentar. Também realizam debates frequentemente para chamar a atenção para a situação dos refugiados.