Inquéritos à opinião pública 

 
 

Partilhar esta página: 

O Parlamento Europeu publica regularmente inquéritos Eurobarómetro à opinião pública, fazendo o acompanhamento das expetativas e preocupações dos cidadãos e das intenções de voto.

Vários inquéritos Eurobarómetro estão a avaliar o interesse dos europeus nas eleições de 2019 e as suas opiniões sobre o projeto europeu. Análises pós-eleitorais detalhadas irão completar esta série para melhorar a compreensão do comportamento eleitoral dos cidadãos europeus.

Dados de 2018 e 2019 revelam apoio crescente à UE

Os inquéritos Eurobarómetro de 2018/2019 do Parlamento Europeu confirmam um apoio crescente dos cidadãos à UE. Realizados através de entrevistas presenciais a mais de 27.000 cidadãos dos 28 Estados-Membros da UE, revelaram que:

  • 62% dos cidadãos acredita que a pertença dos respetivos países à UE é positiva, tendo mais de dois terços (68%) afirmado que o seu país beneficiou da adesão. Trata-se do resultado mais elevado desde 1983.
  • Questionados sobre como votariam num referendo sobre a permanência na UE, 66% dos europeus indicaram que votariam a favor de ficar (a maioria em todos os Estados-Membros), enquanto 17% considerariam sair, estando 17% indecisos.
  • 41% dos inquiridos já conhece a data das próximas eleições europeias e 51% demonstrou interesse nas mesmas.

Quando questionados sobre os temas que gostariam de ver debatidos nas campanhas eleitorais, em setembro metade dos inquiridos destacou a imigração (50%), seguida da economia (47%) e do desemprego dos jovens (47%). O combate ao terrorismo desceu da primeira para a quarta posição, com 44%.

O inquérito Eurobarómetro da primavera, publicado no dia 25 de abril de 2019, mostrou que o apoio à UE permanece a um nível historicamente elevado, apesar dos céticos. [Comunicado de imprensa]

Eurobarómetro da primavera de 2019: Resultados relativos a Portugal

Eurobarómetro de setembro de 2018

Eurobarómetro de abril de 2018

Metodologia dos inquéritos Eurobarómetro

Os inquéritos do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia são efetuados pelo mesmo contratante, com a mesma metodologia, para permitir comparabilidade direta e observação das tendências. Utilizam entrevistas presenciais com cerca de 27 000 inquiridos em todos os 28 Estados-Membros da UE, provenientes da população em geral e a partir dos 15 anos de idade.

A amostra do inquérito é cuidadosamente concebida para refletir a constituição sociodemográfica de todos os Estados-Membros e é, em termos estatísticos, plenamente representativa. A análise dos resultados destina-se a oferecer uma panorâmica o mais completa possível das evoluções nacionais, das especificidades regionais, das diferenças sociodemográficas e das tendências históricas.

Estão disponíveis as seguintes informações em relação a todos os inquéritos:

  • o relatório principal (apenas em inglês na data de publicação, nas outras 23 línguas posteriormente)
  • anexo com os resultados sociodemográficos completos
  • fichas nacionais sobre os principais resultados de todos os Estados-Membros (em inglês e na língua nacional)
  • ficheiros de dados agregados Excel
  • um ficheiro SPSS com todos os dados em bruto (disponível a pedido)