Accesso directo à navegação principal (Premir "enter")
Acesso aos conteúdos da página (clicar sobre "Entrar")
Accesso directo a lista de outros sítios Web (Premir "enter")
lâmpada sobre rodas
Em destaque :

União da Energia - Unidos pelas preocupações com a energia e o clima

Energia 01-02-2017 - 10:30 / Atualizado em: 07-02-2017 - 11:34
 
 

Em fevereiro de 2015, a Comissão Europeia traçou o plano para uma União da Energia com o objetivo de remover barreiras aos fluxos de energia transfronteiriços e tornar a Europa menos dependente dos combustíveis fósseis, importados na sua maioria. Isto resultaria em faturas de energia mais baixas, menos poluição e na melhor resiliência da UE à interrupção do fornecimento. Nos próximos anos, os eurodeputados devem debater e votar propostas concretas sobre a União da Energia. (Ler mais: A política energética da UE está pronta para uma nova fase)

Reduzir as emissões de gases com efeitos de estufa, promover a eficiência energética e fontes de energia renováveis e assegurar o fornecimento de eletricidade estarão em destaque na ordem de trabalho do Parlamento Europeu na segunda metade da legislatura. Assista ao vídeo para conhecer algumas das iniciativas já existentes e continue a ler o artigo para conhecer em detalhe as prioridades da UE no domínio da energia nos próximos meses e anos. (Ler mais: Energia limpa, segura e a preços acessíveis)

Os eurodeputados debatem esta terça-feira, e votam no dia seguinte, um acordo informal alcançado entre o Parlamento e os Estados-Membros sobre a reforma do regime de comércio de licenças de emissão da UE (RCLE-UE). O objetivo? Reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e combater as alterações climáticas. A legislação procura resolver o desequilíbrio entre a oferta e a procura de licenças de emissão, desequilíbrio esse que prejudica os incentivos no investimento na inovação ecológica. (Ler mais: Tudo o que precisa de saber sobre a reforma do regime de comércio de licenças de emissão da UE)

A União Europeia vive constantemente exposta ao risco de cortes no abastecimento energético; 10% das famílias não podem assegurar um aquecimento apropriado das suas casas e desperdiça-se demasiada energia, afirmou Maroš Šefčovič, vice-presidente da Comissão Europeia e responsável pela União da Energia, esta semana no PE. Šefčovič reuniu-se com os eurodeputados das comissões da energia e do ambiente para ouvir as suas prioridades e suas preocupações e apresentar a sua visão para o futuro. (Ler mais: Eurodeputados debatem questões energéticas)

O Parlamento Europeu aprovou hoje a sua posição sobre uma proposta que visa clarificar a rotulagem energética dos produtos, como máquinas de lavar roupa e frigoríficos. Os eurodeputados defendem o regresso a uma escala de "A a G" que substitua a proliferação de A+, A++, A+++. O objetivo é ajudar os consumidores a fazer escolhas mais informadas e a poupar energia. Cerca de 85% dos consumidores europeus consultam o rótulo energético nas aquisições que fazem. (Ler mais: Parlamento Europeu quer rotulagem energética de "A a G" mais clara para os consumidores )

Há muito tempo que as questões energéticas dominam a agenda política da UE e a criação de uma União da Energia é uma das principais prioridades do Presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker. O tema é hoje debatido em sessão plenária com o vice-presidente da Comissão Europeia Maroš Šefčovič. Falámos com Jerzy Buzek, eurodeputado polaco do PPE e Presidente da Comissão da Energia antes do debate. (Ler mais: Jerzy Buzek sobre a União da Energia)

Garantir um fornecimento energético a preços acessíveis, melhorar a eficiência energética e reduzir as emissões são algumas das prioridades do Parlamento Europeu nos próximos meses e anos. Estes objetivos também vão ser debatidos na cimeira que reúne os líderes europeus em Ypres e Bruxelas a 26 e 27 de junho, cimeira que coincide com a semana dedicada à energia sustentável e marcada por centenas de eventos em toda a Europa. (Ler mais: Os desafios energéticos europeus)

REF. : 20150316TST34725