Os defensores das nossas liberdades

Para assinalar o 30.º aniversário do Prémio Sakharov, o Parlamento, juntamente com quatro fotógrafos da agência Magnum, apresenta histórias de ativistas dos direitos humanos de hoje em dia.

O projeto fotográfico, intitulado «Os defensores das nossas liberdades», é uma viagem de imersão na vida quotidiana de duas mulheres e dois homens que lutam pelos direitos humanos no Camboja, na Tunísia, na Etiópia e na Bósnia-Herzegovina.

Asma Kaouech, Tunísia

por Newsha Tavakolian

Asma Kaouech, Sakharov Fellow

© Newsha Tavakolian / Magnum Photos, 2017

A fotógrafa iraniana Newsha Tavakolian retrata o trabalho de Asma Kaouech na prevenção da radicalização de jovens tunisinos. Nas suas 25 fotografias, revela as lutas e as esperanças da nova geração de tunisinos, no rescaldo da revolução de 2011.

Ameha Mekonnen, Etiópia

por Enri Canaj

Ameha Mekonnen, Sakharov Fellow

© Enri Canaj / Magnum Photos, 2017

Enri Canaj está por trás da câmara que acompanha o trabalho e a vida do advogado etíope Ameha Mekonnen. Antigo funcionário público, Ameha é atualmente chefe do Conselho dos Direitos do Homem, uma organização que defende o direito dos jornalistas e bloguistas a expressar livremente as suas opiniões.

Jadranka Miličević, Bósnia-Herzegovina

por Bieke Depoorter

Jadranka Miličević, Sakharov Fellow

© Bieke Depoorter / Magnum Photos, 2017

O trabalho da fotógrafa belga Bieke Depoorter revela em 25 imagens estáticas a profunda intimidade subjacente ao trabalho quotidiano de Jadranka Miličević. Antiga refugiada da Guerra dos Balcãs, fugindo de Sarajevo para a Sérvia em 1992, Jadranka fundou duas ONG - Cure e Care - para ajudar as mulheres vítimas de violência e discriminação.

Samrith Vaing, Camboja

por Jérôme Sessini

Samrith Vaing, Sakharov Fellow

© Jérôme Sessini / Magnum Photos, 2017

O olhar experiente do fotógrafo francês Jerome Sessini segue o trabalho quotidiano de Samrith Vaing no Camboja no apoio à luta da minoria étnica Bunong contra a apropriação ilegal de terras por parte de empresas multinacionais. Sessini comunica o essencial destas vidas através da utilização de imagens em preto e branco.