Index 
 Anterior 
 Seguinte 
 Texto integral 
Processo : 2007/2663(RSP)
Ciclo de vida em sessão
Ciclos relativos aos documentos :

Textos apresentados :

B6-0493/2007

Debates :

PV 28/11/2007 - 9

Votação :

PV 29/11/2007 - 7.28
CRE 29/11/2007 - 7.28

Textos aprovados :

P6_TA(2007)0572

Debates
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007 - Bruxelas Edição JO

7.28. Geórgia (votação)
PV
  

- Proposta de resolução comum RC-B6-0481/2007

- Antes da votação do n.º 9

 
  
MPphoto
 
 

  Marie Anne Isler Béguin (Verts/ALE). – (FR) Senhor Presidente, queria propor a substituição, no n.º 9, de...

(EN) “congratula-se com a disponibilidade das autoridades da Geórgia para permitir que observadores internacionais acompanhem as eleições” por “regista com agrado o pedido das autoridades da Geórgia de que observadores internacionais acompanhem as eleições”.

(FR) O texto relata assim com mais fidelidade o que efectivamente se passou.

 
  
  

(O Parlamento aprova a alteração oral)

- Antes da votação da alteração 4

 
  
MPphoto
 
 

  Vytautas Landsbergis (PPE-DE). – (EN) Senhor Presidente, depois do n.º 10, na parte final do texto que foi proposto para inserção e que, na lista de votação, corresponde à alteração 4, encontramos uma expressão bastante vaga: “a abordagem da Rússia”. Essa abordagem é boa ou má? Proponho que a qualifiquemos mediante a inserção do termo “deplorável”, o que daria “a deplorável abordagem da Rússia…”. Peço aos Senhores Deputados que aprovem esta clarificação.

 
  
MPphoto
 
 

  Presidente. – Senhor Deputado Landsbergis, diga-me só, por favor, se se está a referir ao n.º 10 ou à alteração 4.

 
  
MPphoto
 
 

  Vytautas Landsbergis (PPE-DE). – (EN) Senhor Presidente, de acordo com a lista de votação, deverá ser inserido a seguir ao n.º 14. É o n.º 14-A, que corresponde à alteração 4, proposta pelo senhor deputado Gahler e outros.

 
  
MPphoto
 
 

  Presidente. – Estou esclarecido, obrigado.

(O Parlamento aprova a alteração oral)

- Antes da votação do considerando D

 
  
MPphoto
 
 

  Marie Anne Isler Béguin (Verts/ALE). – (FR) Senhor Presidente, uma vez mais com o intuito de tornar as coisas mais claras, proponho que seja acrescentado o termo “policiais” à expressão “forças de segurança”, resultando o seguinte:

(EN) “Considerando que, após seis dias de manifestações da oposição, a violência eclodiu, quando as forças policiais de segurança”, e por aí adiante.

 
  
  

(O Parlamento aprova a alteração oral)

- Antes da votação do considerando G

 
  
MPphoto
 
 

  Marie Anne Isler Béguin (Verts/ALE). – (FR) Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, ainda por uma questão de rigor, e também porque está a decorrer um inquérito, queria propor a supressão da referência à percentagem de 90%, ou seja,

(EN) a eliminação da expressão “mais de 90%” e a sua substituição pela palavra “parte”, ficando a ler-se “e que parte do equipamento de radiodifusão”, e por aí adiante.

 
  
  

(O Parlamento aprova a alteração oral)

- Antes da votação do considerando H

 
  
MPphoto
 
 

  Marie Anne Isler Béguin (Verts/ALE). – (FR) Senhor Presidente, na Constituição da Geórgia encontramos os termos “referendo” e “plebiscito”, que não significam a mesma coisa. Assim, proponho a substituição do termo “referendo” por “plebiscito”, para o texto ficar em conformidade com aquela constituição.

 
  
  

(O Parlamento aprova a alteração oral)

- Após a votação do considerando J

 
  
MPphoto
 
 

  Hannes Swoboda (PSE). – (EN) Senhor Presidente, uma vez que os recentes acontecimentos também se ficaram a dever a razões de natureza social, devíamos ao menos referir-nos a elas, embora mantendo a imparcialidade. Assim, o texto da minha alteração oral seria o seguinte: “Considerando que as reformas económicas e sociais a levar a cabo na Geórgia deverão melhorar o nível de vida da população em geral”.

 
  
  

(O Parlamento aprova a alteração oral)

 
Última actualização: 8 de Outubro de 2008Advertência jurídica