Tolerância zero para a mutilação genital feminina

30-01-2015

A União Europeia está empenhada em trabalhar colectivamente no sentido de erradicar a mutilação genital feminina (MGF) como parte dos esforços mais vastos desenvolvidos para combater todas as formas de violência contra as mulheres e as raparigas, bem como de apoiar os esforços desenvolvidos pelos seus Estados Membros neste domínio. Não obstante, o Parlamento Europeu manifesta preocupação pelo facto de os esforços levados a cabo pela UE não serem suficientes para combater este flagelo, nomeadamente em virtude da inexistência de um calendário para a adoção de medidas a nível da UE. O PE continua, por conseguinte, a exercer pressão para que a UE adote instrumentos vinculativos de luta contra a violência baseada no género.

A União Europeia está empenhada em trabalhar colectivamente no sentido de erradicar a mutilação genital feminina (MGF) como parte dos esforços mais vastos desenvolvidos para combater todas as formas de violência contra as mulheres e as raparigas, bem como de apoiar os esforços desenvolvidos pelos seus Estados Membros neste domínio. Não obstante, o Parlamento Europeu manifesta preocupação pelo facto de os esforços levados a cabo pela UE não serem suficientes para combater este flagelo, nomeadamente em virtude da inexistência de um calendário para a adoção de medidas a nível da UE. O PE continua, por conseguinte, a exercer pressão para que a UE adote instrumentos vinculativos de luta contra a violência baseada no género.