PROPOSTA DE RESOLUÇÃO
PDF 106kWORD 47k
17.11.2014
PE537.149v01-00
 
B8-0243/2014

apresentada nos termos do artigo 133.º do Regimento


sobre a doença celíaca e os riscos para a fertilidade feminina e a gravidez


Mara Bizzotto

Proposta de resolução do Parlamento Europeu sobre a doença celíaca e os riscos para a fertilidade feminina e a gravidez  
B8‑0243/2014

O Parlamento Europeu,

–       Tendo em conta o artigo 133.º do seu Regimento,

A.     Considerando que a doença celíaca consiste numa intolerância ao glúten, de origem genética, que afeta órgãos como o intestino, o fígado, a tiroide, a pele e o aparelho reprodutivo;

B.     Considerando que atualmente esta é uma doença relativamente frequente, afetando uma pessoa em cada 300 na Europa ocidental;

C.     Considerando que a doença celíaca pode comprometer a vida reprodutiva das mulheres que dela sofrem, provocando puberdade tardia, infertilidade, amenorreia e menopausa precoce; que, segundo estudos clínicos e epidemiológicos, as doentes celíacas correm maior risco de sofrer abortos espontâneos, os seus recém-nascidos pesam menos à nascença e a duração da amamentação é inferior; que a doença celíaca causa ainda a má absorção e a falta de elementos essenciais para a organogénese, como são o ferro, o ácido fólico e a vitamina K;

1.      Solicita à Comissão que crie instrumentos para prevenir e diagnosticar estes problemas, que podem estar associados à doença celíaca;

2.      Apela à Comissão para que encontre uma solução para a patogénese dos distúrbios reprodutivos relacionados com esta doença.

 

Aviso legal - Política de privacidade