PROPOSTA DE RESOLUÇÃO
PDF 156kWORD 59k
15.12.2015
PE574.496v01-00
 
B8-1426/2015

apresentada nos termos do artigo 133.º do Regimento


sobre o alarmismo em torno da carne vermelha e da carne processada causado por uma declaração da OMS


Mara Bizzotto

Proposta de resolução do Parlamento Europeu sobre o alarmismo em torno da carne vermelha e da carne processada causado por uma declaração da OMS  
B8‑1426/2015

O Parlamento Europeu,

–  Tendo em conta o artigo 133.º do seu Regimento,

A.  Considerando a inclusão, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), das carnes vermelha e processada na lista dos «produtos cancerígenos e nocivos», ou seja, produtos que podem causar o cancro, tais como o tabaco ou o amianto, na sequência de um estudo efetuado pela Agência Internacional para a Investigação do Cancro;

B.  Considerando que muitos cientistas questionaram o valor científico do referido estudo;

C.  Considerando que a notícia do caráter perigoso dos citados tipos de carne desencadeou alarmismo mediático, semeou o pânico entre os cidadãos e conduziu a uma quebra imediata das vendas;

D.  Considerando que a carne europeia é uma das mais sãs e controladas do mundo;

E.  Considerando que as carnes de excelência europeia, como, por exemplo, o presunto de Parma e o San Daniele, estão protegidas pelo sistema europeu das denominações de origem;

1.  Insta a Comissão a tomar medidas urgentes para apoiar os produtores de carne vermelha e de carne processada;

2.  Insta a Comissão a apoiar uma campanha de informação abrangente e objetiva para tranquilizar os consumidores e evitar alarmismos inúteis sobre as carnes vermelha e processada, atribuindo, para esse fim, uma contribuição financeira a uma política de promoção igual a 85 % das despesas elegíveis, como previsto em caso de perturbações graves do mercado, de perda de confiança dos consumidores ou de outros problemas específicos.

Dados pessoais - Política de privacidade