Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

 Index 
 Texto integral 
Debates
Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2003 - Estrasburgo Edição JO

Aquacultura europeia
MPphoto
 
 

  Kindermann (PSE). (DE) Senhor Presidente, uma importante componente da política comum da pesca é a comunicação sobre aquicultura, apresentada pela Comissão em Setembro de 2002. Nesta perspectiva, saúdo a iniciativa da Comissão das Pescas de, através de um relatório de iniciativa, lançar luz sobre o tema da aquicultura na União Europeia. a crescente importância deste sector da indústria da pesca não se deve apenas ao crescimento constante, registado nos últimos anos; pode ser considerado como uma verdadeira alternativa aos cada vez menores recursos mundiais de fauna marinha que são utilizados para consumo humano. Existem igualmente repercussões positivas no mercado de trabalho – há que o salientar - não apenas para as regiões costeiras.

Uma grande quantidade de postos de trabalho depende directa ou indirectamente da aquicultura, quer na produção primária, quer também em muitos outros sectores. A investigação nesta área é, para mim, da maior importância. Os recursos financeiros para este sector devem, sem dúvida, ser aumentados, de modo a poderem ser apresentadas recomendações ainda com melhor qualidade. Existe ainda toda uma série de problemas por solucionar na área da aquicultura, dos quais vou apenas mencionar alguns: por exemplo, utilização de fármacos, minimização do impacto ambiental, segurança alimentar para os consumidores, melhoramento das linhas de produção em conformidade com normas de bem-estar animal mais rigorosas, não esquecendo a protecção das estirpes de peixes selvagens em relação aos peixes geneticamente manipulados.

Para finalizar, gostaria de agradecer muito sinceramente ao senhor deputado Martin por ter abordado esta problemática de modo tão exaustivo. Vamos, sem margem para dúvidas, ter razões para prosseguir o nosso debate sobre aquicultura no futuro.

 
Aviso legal - Política de privacidade