Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

 Index 
 Texto integral 
Debates
Quarta-feira, 6 de Setembro de 2006 - Estrasburgo Edição JO

Declarações de voto
MPphoto
 
 

  Marie-Arlette Carlotti (PSE), por escrito. - (FR) A Política Comum da Pesca (PCP) não dá resposta às expectativas dos pescadores mediterrânicos. Eis a razão por que me congratulo com este plano, que compreende várias orientações positivas: um aligeiramento indispensável dos encargos e das imposições para os pescadores; uma revisão e uma harmonização das disposições de controlo e vigilância, sob a égide da Agência Comunitária de Controlo da Pesca, particularmente esperada pelos pescadores do Mediterrâneo, que se sentem demasiadas vezes "perseguidos"; uma participação mais estreita dos profissionais na definição das orientações (gestão dos esforços de pesca, medidas de controlo e limitação das capturas), em consonância com uma reivindicação forte que apresento ao Parlamento Europeu em nome dos pescadores mediterrânicos.

Apoio também o pedido do Parlamento de desempenhar plenamente o seu papel, recusando à Comissão Europeia a possibilidade de decidir sozinha "medidas técnicas". Com efeito, os pescadores sabem muito bem o quanto essas "medidas técnicas" influenciam directa e imediatamente a sua actividade.

Assim, votarei favoravelmente este relatório, embora tivesse desejado que ele fosse mais longe e pedisse um plano específico para a pesca no Mediterrâneo. Pela minha parte, continuarei a conduzir este debate no Parlamento Europeu, ao lado dos pescadores da minha região.

 
Aviso legal - Política de privacidade