Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 22 de Maio de 2007 - Estrasburgo Edição JO

Período de perguntas (perguntas à Comissão)
MPphoto
 
 

Pergunta nº 34 da Deputada Glenis Willmott (H-0300/07)

Assunto: Linha telefónica de emergência a nível da UE para vítimas de prostituição forçada

Na sequência das pressões exercidas pelo Parlamento Europeu em Junho de 2006, o Comissário responsável pela Justiça, Liberdade e Segurança referiu-se a planos de criação de uma linha telefónica (multilingue) de emergência a nível da UE para vítimas de prostituição forçada. A referida linha teria por objectivo fornecer uma primeira ajuda às vítimas de tráfico, permitindo-lhes falar com um interlocutor imparcial e encorajando-as, por essa importante via, a procurar aconselhamento e apoio. Como obstáculo à criação dessa linha foi referida a dificuldade em conseguir um acordo entre todas as companhias telefónicas dos então 25 Estados-Membros.

Que medidas adoptou a Comissão para tornar essa linha de emergência uma realidade e que progressos foram eventualmente conseguidos para obter a participação das companhias telefónicas nesse projecto?

 
Aviso legal - Política de privacidade