Voltar ao portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

 Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007 - Estrasburgo Edição JO

Rumo a uma política energética externa comum (debate)
MPphoto
 
 

  Gay Mitchell (PPE-DE), por escrito. – (EN) É vital assegurarmos que as medidas previstas no campo da energia e da política externa respeitem e promovam os princípios e objectivos da política de desenvolvimento da UE. O acesso a energia é um factor essencial ao crescimento económico e para garantir condições de vida mínimas a todos os seres humanos.

Os Estados-Membros da UE e as companhias europeias do sector da energia cooperam amplamente com os países em desenvolvimento nesse domínio, mas nem sempre é líquido até que ponto os cidadãos desses países realmente beneficiam dos frutos de tais recursos. Por essa razão, apoio todas as medidas dirigidas a promover a transparência, o primado do direito e a melhoria dos padrões de administração vigentes no sector energético.

O desenvolvimento económico não tem, fatalmente, de significar reedição das práticas poluidoras dos países industrializados. Muitos países em desenvolvimento têm um elevado grau de dependência de fontes de energia com uma alta taxa de emissão de carbono. Necessitam de assistência na diversificação das suas fontes de energia para a consecução de um cabaz energético mais sustentável. Deploro o uso generalizado de centrais de produção de energia alimentadas a carvão na China. Devemos tomar todas as medidas razoáveis com vista a encorajar a adopção por esse país de tecnologias limpas através da criação de capacidades de produção sustentável de energia e da facilitação da transferência de tecnologias limpas.

 
Aviso legal - Política de privacidade