Index 
 Anterior 
 Seguinte 
 Texto integral 
Debates
Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008 - Bruxelas Edição JO

1. Abertura do período de sessões
Vídeo das intervenções
PV
  

(A sessão tem início às 10H00)

 
  
MPphoto
 

  Bernd Posselt (PPE-DE). - (DE) Senhora Presidente, muito resumidamente: alguns dos nossos colegas podem ainda não ter conhecimento deste facto, mas indicaram-me que ontem ficou decidido que a próxima sessão plenária terá lugar em Bruxelas. Dizem-me que há enormes problemas em conseguir alojamento aqui em Bruxelas, pois os quartos de hotel estão ocupados devido a uma feira comercial. Esta sessão plenária devia ter sido simplesmente adiada ou transformada numa mini-sessão. Essa teria sido a melhor solução. Com alguma boa-vontade, teria sido possível.

O segundo ponto a que farei uma breve referência está directamente relacionado com o seguinte: a situação deste edifício em termos de segurança foi efectivamente verificada? Dizem-me que há aqui falhas estruturais graves. Este edifício foi verificado segundo os mesmos critérios agora aplicados ao edifício de Estrasburgo?

 
  
MPphoto
 

  Presidente. – Senhoras e Senhores Deputados, não vamos agora iniciar um debate sobre este tema. As comunicações serão efectuadas esta tarde, no período de votação.

Estão a ser tomadas todas as medidas adequadas para verificar os edifícios a título preventivo e para efectuar as reparações necessárias em Estrasburgo, a fim de podermos voltar logo que possível para continuarmos o nosso trabalho.

Não regressaremos até termos a certeza de que é seguro fazê-lo.

 
  
MPphoto
 

  Philip Bushill-Matthews (PPE-DE). - (EN) Senhora Presidente, serei breve, porque aceito que não queira um debate sobre este tema. Se vai ser efectuada uma comunicação às 12 horas, poderá indicar-se também nessa comunicação se a Mesa está a considerar a hipótese – e não estou a tentar ser provocador – de prolongar o período de permanência em Bruxelas, para que possamos tomar decisões em tempo útil de modo a conseguirmos hotéis e salas de reuniões? Digo isto porque estas decisões constantes, tomadas uma a uma, não estão a facilitar a vida a nenhum de nós. Em termos práticos, seria possível encarar essa hipótese, e seria possível, por favor, termos um comentário da vossa parte na comunicação das 12 horas?

 
  
MPphoto
 

  Presidente. – Senhor Deputado Bushill-Matthews, não é prática do Parlamento mudar a sessão de Bruxelas para Estrasburgo sem um motivo válido. Houve um motivo sério, inesperado, e o Parlamento está a tentar resolver o assunto com compostura, determinação e coerência. Temos todos de mostrar a mesma compostura, seriedade de princípios e maturidade.

Será divulgada informação quando os factos estiverem disponíveis e isso será feito com antecedência suficiente para que os deputados possam reservar os seus quartos no local conforme necessário.

Penso que o que é preciso para resolver este problema é maturidade, a atitude certa e compostura. Não considero que esta seja uma crise grave, pois conseguimos evitar a crise grave que poderia ter ocorrido.

 
Aviso legal - Política de privacidade