Index 
 Anterior 
 Seguinte 
 Texto integral 
Processo : 2009/2567(RSP)
Ciclo de vida em sessão
Ciclo relativo ao documento : B6-0177/2009

Textos apresentados :

B6-0177/2009

Debates :

Votação :

PV 02/04/2009 - 9.19
CRE 02/04/2009 - 9.19
Declarações de voto
Declarações de voto

Textos aprovados :

P6_TA(2009)0212

Debates
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009 - Bruxelas Edição JO

9.19. Avaliação semestral do diálogo UE-Bielorrússia (votação)
PV
  

Antes da votação:

 
  
MPphoto
 

  Vytautas Landsbergis (PPE-DE). − (EN) Senhor Presidente, gostaria de propor que fosse indicado que quaisquer planos para construir uma nova central nuclear de modelo não ocidental na fronteira com a UE não deverão ser incluídos nestas conversações – em conversações positivas sobre a forma de apoiar a Bielorrússia, mas não neste caso.

 
  
 

(O Parlamento aceita a alteração oral)

– Antes da votação do n.º 4:

 
  
MPphoto
 

  Jacek Protasiewicz (PPE-DE). − (EN) Senhor Presidente, esta é uma muito curta alteração oral, proposta a pedido de Alexander Milinkevich e dos representantes da Amnistia Internacional que participaram na conferência sobre a Bielorrússia que decorreu há dois dias no Parlamento. Eles pediram que o pedido de libertação de presos políticos que foram detidos recentemente se tornasse extensivo a pessoas que são vítimas de outros tipos de restrições e de assédio. É por isso que proponho – e consultei outros grupos políticos – que ao n.º 4 seja aditado o seguinte texto: “bem como a revisão das condenações de restrições à liberdade impostas a 11 participantes na manifestação em Janeiro de 2008;”

 
  
 

(O Parlamento aceita a alteração oral)

– Antes da votação do n.º 7:

 
  
MPphoto
 

  Vytautas Landsbergis (PPE-DE). − (EN) Senhor Presidente, quando é referido que três jovens activistas são incorporados à força no exército, um deles, pelo menos, é filho do líder da oposição, Sr. VincuK Viačorka. Vale a pena referir que tal equivale a uma tomada de reféns sancionada pelo Estado: “Olha, fica calmo, porque o teu filho está no nosso exército e pode acontecer-lhe alguma coisa.” Seria uma pequena advertência, que talvez desse mais segurança aos jovens que são incorporados à força no exército.

 
  
 

(O Parlamento aceita a alteração oral)

– Antes da votação do n.º 13:

 
  
MPphoto
 

  Vytautas Landsbergis (PPE-DE). − (EN) Senhor Presidente, quando se sugere que a Universidade de Humanidades Europeias deve regressar à Bielorrússia, vale a pena referir que tal transferência requer a genuína garantia de que poderá trabalhar livremente e de que não voltará a ser sujeita ao controlo do regime.

 
  
 

(O Parlamento aceita a alteração oral)

 
  
MPphoto
 

  Hannes Swoboda (PSE).(DE) Senhor Presidente, temos todo o gosto em responder a propostas orais individuais, mas gostaria de pedir ao senhor deputado Landsbergis que nos informe com antecedência, de modo a que os assuntos possam ser discutidos mesmo que ele esteja ausente. Não é possível apresentar propostas orais sem informação.

 
  
MPphoto
 

  Presidente. − (EN) Vejo que o senhor seputado Landsbergis está a dizer que – caso volte a apresentar propostas orais – fará como está a pedir.

 
Aviso legal - Política de privacidade