Index 
 Texto integral 
Debates
Terça-feira, 24 de Novembro de 2009 - Estrasburgo Edição JO

Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização: Bélgica - sector têxtil e Irlanda - Dell - Deslocalização de empresas na UE e papel dos instrumentos financeiros da UE (debate)
MPphoto
 

  Ivo Belet (PPE).(NL) Gostaria de fazer uma breve observação de natureza estrutural sobre os efeitos estruturais do fundo. Como é natural, estamos muito satisfeitos com os projectos que estão hoje a ser apresentados e que serão aprovados amanhã. A razão desta minha breve observação é que, no entanto, ainda existe margem para melhorias em todos eles.

Senhoras e Senhores Deputados, o fundo, por vezes, ultrapassa as marcas, pela simples razão de que o processo é demasiado pesado, Senhor Comissário. Afinal, o principal objectivo do fundo é ajudar os trabalhadores que são afectados e perdem os seus empregos a receberem um apoio rápido e a encontrarem um novo emprego. Esse objectivo nem sempre está a ser atingido, uma vez que somos incapazes de agir com rapidez suficiente e isso é muito frustrante, especialmente para os trabalhadores mais velhos. Com efeito, a recolocação profissional e a assistência exigem uma abordagem rápida e firme, que é, neste momento, completamente inexistente.

Além disso, o Fundo de Ajustamento à Globalização deu provas de falta de flexibilidade e se uma pessoa é um trabalhador que é despedido e tem a infelicidade de vir de uma empresa que não conste da lista, simplesmente não será elegível para receber apoio. Todos os dias, somos confrontados com histórias como esta, de trabalhadores que foram afectados, mas que não são elegíveis e esforçamo-nos por explicar – já que é tão complicado – o motivo pelo qual o fundo não é eficaz.

A meu ver, há que encontrar uma solução prática para este problema o mais rapidamente possível, Senhor Comissário, e necessitamos de uma abordagem muito mais célere e, se possível, de uma fórmula que nos permita adoptar uma forma de trabalho mais prática. Na minha opinião, há que tomar medidas quanto a esta questão nas próximas semanas ou nos próximos meses.

 
Aviso legal - Política de privacidade