Връщане към портала Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (селекциониране)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Този документ не е достъпен за справка на Вашия език и Ви се предлага на един от горепосочените езици

 Показалец 
 Пълен текст 
Debates
Quarta-feira, 3 de Julho de 2013 - Estrasburgo Edição revista

A situação dos direitos fundamentais: normas e práticas na Hungria (A7-0229/2013 - Rui Tavares)
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. Este relatório aborda desenvolvimentos políticos extremamente preocupantes na Hungria. Ignora outros igualmente graves, como a tentativa de ilegalizar o Partido Comunista dos Trabalhadores Húngaros, pela via da proibição do uso de palavras como comunismo, socialismo e libertação. Na Hungria, assiste-se a uma degradação contínua dos direitos políticos, laborais e sociais dos trabalhadores e do povo. O desemprego e a emigração disparam. Os salários e pensões de miséria, a pobreza, os preços altos, a destruição gradual dos serviços públicos, o ataque à liberdade sindical e de organização dos trabalhadores são outros fatores que ajudam a compor um quadro extremamente preocupante. É justa a manifestação de preocupação face a esta realidade. Mas não caucionamos a tentativa de branquear as responsabilidades da própria UE nesta situação, que, de resto, tem paralelo, em alguns (e apenas em alguns) dos fatores descritos, com o que se passa noutros países. Nem aceitamos que essa UE, com pesadíssimas responsabilidades na degradação da situação política, económica e social em numerosos Estados-Membros, como Portugal, seja agora instituída como o polícia bom, a defensora da democracia e dos direitos humanos, por cuja degradação tem vindo a ser responsável.

 
Правна информация - Политика за поверителност