Връщане към портала Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (селекциониране)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Този документ не е достъпен за справка на Вашия език и Ви се предлага на един от горепосочените езици

 Показалец 
 Пълен текст 
Debates
Quinta-feira, 24 de Outubro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Criminalidade organizada, corrupção e branqueamento de capitais (A7-0307/2013 - Salvatore Iacolino)
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. Apesar de aspetos positivos – como o levantamento do sigilo bancário e imposição de algumas limitações/penalizações a empresas sediadas em paraísos fiscais – o relatório fica muito aquém do que se impunha. A abordagem geral é a da via repressiva e não a prevenção e combate na origem, como seria necessário. O relatório não vai ao essencial, mais servindo para justificar medidas de criação de novas instâncias supranacionais que, pela sua natureza, não podem compensar o ataque que vem sendo feito, a nível nacional, a instâncias fundamentais no combate e controlo de fenómenos como a criminalidade organizada, a corrupção e o branqueamento de capitais. Relativamente aos paraísos fiscais, fica-se pela elaboração de uma lista, quando o que é necessário é promover o seu urgente desmantelamento. Nenhuma medida é proposta para atacar a livre circulação de capitais, essenciais ao florescimento destas práticas criminosas. Defende-se a chamada união bancária, uma forma útil de os bancos escaparem ao controlo regulamentador e legislativo do poder político e democrático, continuando a funcionar como centros de branqueamento de capitais da mais vergonhosa origem: tráfico de drogas, de seres humanos, corrupção, etc.

 
Правна информация - Политика за поверителност