Zpět na portál Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (výběr)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Tento dokument není k dispozici ve vašem jazyce a je vám nabízen v jiném, který lze zvolit na liště jazyků.

 Seznam 
 Úplné znění 
Debates
Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Disposições comuns relativas aos fundos europeus (A7-0274/2013 - Lambert van Nistelrooij, Constanze Angela Krehl) (votação)
MPphoto
 

  João Ferreira (GUE/NGL). - Queria aqui reiterar, em nome do nosso grupo, que apresentámos várias propostas de alteração a este relatório, à proposta de regulamento do Quadro Estratégico Comum e consideramos inaceitável que o procedimento definido para esta votação não permita sequer que as nossas propostas de alteração possam ser votadas. Consideramos que é uma limitação antidemocrática e inaceitável dos direitos dos deputados de apresentarem emendas, de verem as suas emendas votadas, a favor ou contra, mas serem votadas.

Solicitamos, por isso, mais uma vez, que seja revisto este procedimento e que se permita a votação das nossas emendas. Caso contrário, não podemos se não perguntar de que têm medo, porque não querem votar estas emendas?

 
Právní upozornění - Ochrana soukromí