Tillbaka till Europarl-webbplatsen

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (vald)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Detta dokument finns inte på ditt språk, men du kan välja ett annat språk i språkraden ovan.

 Index 
 All text 
Debates
Quarta-feira, 20 de Novembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Fundo de Coesão (A7-0270/2013 - Victor Boştinaru)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. Os fundos de coesão estarão sujeitos a disposições comuns em várias áreas de programação e gestão financeira. O Fundo de Coesão, o FEDER e o FSE continuarão a estar sujeitos a outro conjunto de regras específicas comuns em matéria de programação, gestão e monitorização. Apesar de a Comissão propor um novo quadro para os fundos, o âmbito e os objetivos específicos para o Fundo de Coesão não sofrem alterações drásticas em comparação com o atual período de programação. No que diz respeito às prioridades de investimento (artigo 3.º), as questões ambientais mereceram particular atenção, tendo sido alcançado um compromisso importante no que respeita aos setores da água e dos resíduos, em que os investimentos não se destinam apenas a satisfazer os requisitos do acervo ambiental da União, mas também a responder a necessidades identificadas pelos Estados-Membros que vão além desses requisitos. O apoio à rede Natura 2000 e ao transporte ecológico resulta igualmente dessa abordagem. Nestes termos votei favoravelmente o presente relatório.

 
Rättsligt meddelande - Integritetspolicy