Torna al portale Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (selezionato)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Tale documento non è disponibile nella sua lingua e le viene proposto in un'altra lingua tra quelle disponibili nella barra delle lingue.

 Indice 
 Testo integrale 
Debates
Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Programa para o Ambiente e a Ação Climática (LIFE) (A7-0294/2012 - Jutta Haug)
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. Com insuficiências e limitações, o Programa LIFE tem permitido obter resultados concretos positivos, no domínio da conservação da Natureza e da biodiversidade. O sucesso deste programa comprova a importância da sua manutenção e reforço. Propusemos um reforço significativo das dotações - atribuir ao LIFE pelo menos 1% do orçamento da UE. Com esta proposta, estamos muito longe desse objetivo. Existem ainda alguns problemas, patentes ao longo dos últimos anos, que necessitam de ser enfrentados, tais como os níveis de execução por país. Muitos projetos não se concretizam ainda devido à falta de apoio à elaboração dos projetos e às exigências de cofinanciamento. Em muitos países, o número anual de projetos selecionados tem, com frequência, ficado aquém da respetiva dotação indicativa, dificuldade que se acentuou nos últimos anos. O novo conceito de projetos integrados coloca desafios e exigências que não podem ser ignorados às administrações nacionais, sob pena de se desperdiçarem mais recursos ou de estes serem concentrados nos mesmos de sempre. Ademais, defendemos que a novos objetivos devem corresponder novos e reforçados meios. É importante que os novos objetivos no domínio climático não sejam prosseguidos à custa do enfraquecimento da conservação da Natureza e da biodiversidade – este foi e deve continuar a ser o núcleo central do Programa LIFE.

 
Note legali - Informativa sulla privacy