Grįžti į portalą Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (atrinkta)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Šio dokumento jūsų kalba nėra. Prašome pasirinkti kitą kalbą kalbų parinkties juostoje.

 Rodyklė 
 Visas tekstas 
Debates
Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Mecanismo de Proteção Civil (debate)
MPphoto
 

  João Ferreira (GUE/NGL). - Senhora Presidente, Senhora Comissária, na pressa de lhe fazer o telhado, e que telhado, a casa corre o risco de ver esquecidos os alicerces. A prevenção assume uma importância fulcral na proteção contra catástrofes, a Comissão Europeia reconhece-o na sua proposta, refere até a resolução do Parlamento Europeu de setembro de 2010, de que fui relator, sobre uma abordagem comunitária sobre a prevenção de catástrofes naturais e provocadas pelo homem, mas é incapaz, aliás, como este relatório, de levar por diante todas as recomendações ali contidas.

Destaco a necessidade de criação de um quadro apropriado ao financiamento da prevenção de catástrofes, a correção de situações indutoras do risco em domínios como o ordenamento florestal, a proteção e defesa da orla costeira, a recuperação e proteção de bacias hidrográficas, a proteção e remodelação de zonas habitadas em zonas particularmente vulneráveis a determinadas tipologias de catástrofe, entre outros, quase tudo está por fazer neste domínio. A jusante da prevenção, aguardamos também a revisão do regulamento do fundo de solidariedade que permita uma mobilização mais flexível e atempada.

 
Teisinė informacija - Privatumo politika