Grįžti į portalą Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (atrinkta)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Šio dokumento jūsų kalba nėra. Prašome pasirinkti kitą kalbą kalbų parinkties juostoje.

 Rodyklė 
 Visas tekstas 
Debates
Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Mobilização do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização - candidatura EGF/2013/001 FI/Nokia, Finlândia (A7-0411/2013 - Juan Andrés Naranjo Escobar)
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. O relatório considera que a Finlândia tem direito a uma contribuição financeira ao abrigo do Fundo Europeu de Ajustamento à Globalização relativa à candidatura apresentada, na sequência do despedimento de 4.509 trabalhadores da Nokia, estando 3.719 abrangidos pelas medidas cofinanciadas, sendo mobilizados 9.810.000 euros. Este instrumento permite atribuir um apoio financeiro aos trabalhadores despedidos, apoio esse necessário mas sempre insuficiente face à perda de um posto de trabalho. Mas este problema não resolve a questão de fundo nem pode ocultá-la. A destruição de postos de trabalho e a ausência de trabalho são inerentes ao sistema capitalista e à sua crise estrutural. É esta crise que conduz todos os dias ao encerramento e deslocalizações de empresas. As soluções devem ser traduzidas em políticas ativas de emprego e rejeitar toda e qualquer linha política que conduza ao aumento do desemprego e da precarização das relações laborais (liberalizações, privatizações, etc.). A Nokia que, com esta nova vaga, faz aumentar para mais de 6000 o número de trabalhadores afetados pela decisão da empresa de deslocalizar as suas unidades de produção, concepção e desenvolvimento para a Ásia, que fazem parte de um inaceitável plano global de supressão de 17 000 postos de trabalho na Nokia Corporation até ao final de 2013.

 
Teisinė informacija - Privatumo politika