Zpět na portál Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (výběr)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Tento dokument není k dispozici ve vašem jazyce a je vám nabízen v jiném, který lze zvolit na liště jazyků.

 Seznam 
 Úplné znění 
Debates
Terça-feira, 10 de Dezembro de 2013 - Estrasburgo Edição revista

Saúde e direitos sexuais e reprodutivos (A7-0426/2013 - Edite Estrela)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. Votei favoravelmente a resolução alternativa apresentada pelo meu grupo político, o Partido Popular Europeu, por não concordar com a proposta do partido socialista. Fi-lo designadamente por não concordar com o seguinte: a imposição de uma educação sexual, retirando aos pais o primado do direito a educar os seus filhos; o aborto sem limites, com a consequente desproteção das mulheres e a total desvalorização da vida humana na sua fase mais vulnerável, a embrionária (além de que o aborto jamais pode ser considerado um direito); e a promoção de políticas contra a natalidade e a demografia, problema que afeta tão gravemente a Europa e, especialmente, Portugal.

 
Právní upozornění - Ochrana soukromí