Indeks 
 Forrige 
 Næste 
 Fuld tekst 
Procedure : 2014/0801(NLE)
Forløb i plenarforsamlingen
Dokumentforløb : A7-0023/2014

Indgivne tekster :

A7-0023/2014

Forhandlinger :

Afstemninger :

PV 16/01/2014 - 8.1
Stemmeforklaringer

Vedtagne tekster :

P7_TA(2014)0033

Forhandlinger
Torsdag den 16. januar 2014 - Strasbourg Revideret udgave

9.2. Udnævnelse af et medlem af Den Europæiske Centralbanks direktion (Sabine Lautenschläger) (A7-0023/2014 - Sharon Bowles)
  

A szavazáshoz fűzött írásbeli indokolások

 
  
MPphoto
 
 

  Luís Paulo Alves (S&D), por escrito. Aprovo o presente relatório, considerando que a Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários decidiu aprovar a nomeação de Sabine Lautenschläger com base na avaliação das qualificações, de acordo com o estabelecido no n.º 2 do artigo 283.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia. A comissão recebeu de Sabine Lautenschläger um curriculum vitæ, bem como as respostas ao questionário escrito endereçado pela Comissão. Para além destes procedimentos, realizou-se uma audição a Sabine Lautenschläger, durante a qual esta proferiu uma declaração introdutória e respondeu às perguntas colocadas pelos membros da comissão. Com base em todo o processo de avaliação e o seu resultado, concordo com o parecer favorável relativamente à recomendação do Conselho para nomear Sabine Lautenschläger para o cargo de vogal da Comissão Executiva do Banco Central Europeu.

 
  
MPphoto
 
 

  Roberta Angelilli (PPE), per iscritto. − Sostengo pienamente la nomina di Sabine Lautenschläger al Comitato esecutivo della BCE. Un curriculum di rilievo innanzitutto ma ci tengo a sottolineare quanto questo Parlamento si sia battuto per infrangere il tetto di cristallo (più che altro di cravatte...) della BCE, sostenendo l'obiettivo di designare una donna tra i sei membri del Comitato esecutivo della BCE, dal 2011 composto da soli uomini. Molti sforzi sono ancora necessari per conseguire l'equilibrio di genere all'interno delle Istituzioni europee e degli Stati membri. Ci sono ancora molte barriere da superare per permettere a donne competenti e qualificate di accedere a posti che oggi sono loro difficilmente accessibili. Questa nomina rappresenta sicuramente un passo avanti.

 
  
MPphoto
 
 

  Sophie Auconie (PPE), par écrit. – Madame Sabine Lautenschläger a délivré une prestation tout à fait satisfaisante lors de son audition par la commission des affaires économiques et monétaires du Parlement européen. J'ai donc voté en faveur de sa nomination comme membre du directoire de la Banque centrale européenne.

 
  
MPphoto
 
 

  Regina Bastos (PPE), por escrito. Com saída de Jorg Asmussen da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), a alemã Sabine Lautenschläger foi apontada como possível substituta para o cargo ocupado pelo antigo membro do Conselho de Governadores. Sabine Lautenschläger é atualmente vice-presidente do Bundesbank (banco central alemão), tem uma vasta experiência na área da supervisão bancária e de trabalho no âmbito dos assuntos bancários e monetários, como requerido pelo Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia para desempenhar o cargo para o qual é nomeada. A candidata foi ouvida no Parlamento Europeu, na Comissão de Assuntos Económicos e Monetários, onde os deputados aprovaram praticamente por unanimidade a sua nomeação no Conselho da União Europeia, que representa os Estados da UE e que também aprovou a sua nomeação. O Conselho de Governadores do BCE não tem objeções à nomeação da candidata proposta. Neste sentido, e tendo em conta a visão de a médio e longo prazo e de estabilidade que Sabine Lautenschläger mostrou ter quanto ao desenvolvimento da política monetária da zona euro, considero a escolha desta candidata uma boa opção. Pelo exposto, votei favoravelmente o presente relatório.

 
  
MPphoto
 
 

  Philippe Boulland (PPE), par écrit. – J'ai voté pour la nomination de Mme Sabine Lautenschläger comme membre du directoire de la Banque centrale européenne. Elle représente un symbole d'ouverture dans une institution marquée par un directoire très masculin

 
  
MPphoto
 
 

  Alain Cadec (PPE), par écrit. – J'ai donné mon approbation à la nomination de Sabine Lautenschläger en tant que membre du directoire de la Banque centrale européenne (BCE), pour un mandat de 8 ans. J'approuve la décision de la commission parlementaire des affaires économiques et monétaires. Sur la procédure de consultation en tant que telle, je me félicite de la valeur contraignante de l'approbation du Parlement sur la nomination des membres du directoire de la BCE. Il est indispensable que le Parlement dispose d'un droit de veto sur tous les postes décisionnels de la BCE, et au-delà, sur les postes majeurs des institutions européennes.

 
  
MPphoto
 
 

  Lara Comi (PPE), per iscritto. − A quei livelli, c'è poca gente in grado di competere. I tecnici che siedono nel comitato esecutivo della BCE sono persone preparatissime e con una grande esperienza nel settore della politica monetaria. Ho avuto modo di conoscere il predecessore di Sabine Lautenschläger, a favore della cui nomina ho votato, in occasione della consegna del premio di "Bocconiano dell'anno" proprio pochi mesi fa. Ecco, anche per quanto riguarda la nuova candidata, il suo cv e l'audizione che ha tenuto mi hanno lasciato ben pochi dubbi. Mi auguro solo che la fiducia che le ho conferito sia stata ben riposta, ma sarà solo il tempo a darmi ragione o torto.

 
  
MPphoto
 
 

  Tamás Deutsch (PPE), írásban. − Sabine Lautenschläger jelölését az Európai Parlament Gazdasági és Monetáris Bizottságának többsége támogatta. Lautenschläger asszony korábban a német központi bank alelnöke volt és a német kormány az Európai Központi Bank igazgatósági tagságába jelölte. A plenáris szavazáson a jelöltet támogattam.

 
  
MPphoto
 
 

  Diogo Feio (PPE), por escrito. Gostaria de congratular e felicitar a nova vogal da Comissão Executiva do Banco Central Europeu, Sabine Lautenschläger. Nunca é demais relembrar a importância que o Banco Central Europeu representa para a estabilidade financeira de toda a União, em particular para a zona euro, bem como o papel decisivo em manter a inflação controlada em todos os Estados do euro.

 
  
MPphoto
 
 

  José Manuel Fernandes (PPE), por escrito. Com saída de Jorg Asmussen da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), a alemã Sabine Lautenschläger foi apontada como possível substituta para o cargo ocupado pelo antigo membro do Conselho de Governadores. Sabine Lautenschläger é atualmente vice-presidente do Bundesbank (banco central alemão), tem uma vasta experiência na área da supervisão bancária e de trabalho no âmbito dos assuntos bancários e monetários, como requerido pelo Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia para desempenhar o cargo para o qual é apontada. A candidata foi ouvida segunda-feira no Parlamento Europeu, na Comissão de Assuntos Económicos e Monetários (onde os deputados aprovaram praticamente por unanimidade a sua nomeação) e, na semana passada, no Conselho da União Europeia, que representa os Estados da UE e que também aprovou a sua nomeação. O Conselho de Governadores do BCE não tem objeções à nomeação da candidata proposta. Neste sentido, e tendo em conta a visão a médio e longo prazo e de estabilidade que Sabine Lautenschläger mostrou ter quanto ao desenvolvimento da política monetária da zona euro, considero a escolha desta candidata uma boa opção. Voto favoravelmente o presente relatório.

 
  
MPphoto
 
 

  João Ferreira (GUE/NGL), por escrito. A nomeação de Sabine Lautenschläger para o lugar de vogal da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), ex-Vice-Presidente do Deutsche Bundesbank, não faz prever qualquer mudança nas opções estratégicas da instituição. Manter-se-á a ortodoxia monetarista, manter-se-á a forma como o BCE tem atuado perante a crise, os seus limites e a sua ação ao serviço do grande capital, sobretudo do grande capital alemão. Manter-se-á um euro excessivamente valorizado, que acentua os constrangimentos sobre economias em situação de grande fragilidade, como a portuguesa. Manter-se-á a submissão dos Estados à extorsão dos mercados financeiros (leia-se a banca e o capital financeiro), que continuam a impor a agiotagem através de juros incomportáveis, enquanto o BCE não só continua a assistir sem nada fazer nos mercados de dívida pública, como continua a fornecer crédito a menos de 1 % de juros à banca. Pela nossa parte, continuamos a considerar fundamental uma profunda alteração dos estatutos, das orientações e da falsa autonomia do Banco Central Europeu, garantindo a presença em igualdade dos Estados na sua direção, de forma a assegurar o efetivo controlo político pelos seus Estados-Membros e o controlo por cada Estado do banco central nacional e da política monetária - incluindo o instrumento-moeda - a favor do crescimento económico e do emprego.

 
  
MPphoto
 
 

  Philippe Juvin (PPE), par écrit. – J'ai soutenu le rapport de ma collègue Sharon Bowles sur la nomination d'un membre du directoire de la Banque centrale européenne, madame Sabine LAUTENSCHLÄGER. Ce texte a été très largement adopté avec 443 voix pour, 47 voix contre et 47 abstentions. Je me félicite de cette adoption.

 
  
MPphoto
 
 

  Jean-Luc Mélenchon (GUE/NGL), par écrit. – La proposition de nomination de l’Allemande Sabine Lautenschläger au directoire de la BCE fait suite au départ de l’Allemand Jörg Asmussen de ce poste. Ce dernier rejoint en effet le gouvernement de coalition SPD-CDU comme « ministre délégué à l’emploi ». Il faut bien comprendre qu’il s’agit-là d’un épisode de la politique de Madame Merkel et destinée à renforcer le pouvoir de contrôle des austéritaires allemands sur la BCE. Sabine Lautenschläger est en effet partisane de la ligne monétaire la plus dure. Si elle devait être nommée au directoire de la BCE, l’Europe s’enfoncerait d’avantage dans l’austérité! Voici ce qu’écrit le journal français La Tribune à propos de sa nomination: «La zone euro, toujours dans le credit crunch, et menacée de déflation n'avait pas besoin de cette nouvelle difficulté. Mais la SPD a préféré encore une fois sacrifier l'intérêt général européen à ses intérêts allemands». Cette vision des choses est exacte. Je m’oppose à la nomination de Sabine Lautenschläger, dernière pièce du puzzle de la stratégie d’Angela Merkel pour faire de l’euro le nouveau Deutsche Mark et de la BCE la nouvelle Bundesbank.

 
  
MPphoto
 
 

  Nuno Melo (PPE), por escrito. A Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários avaliou as qualificações de Sabine Lautenschläger, nomeadamente quanto aos requisitos estabelecidos no n.º 2 do artigo 283.º do Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia (TFUE) e, tal como decorre do artigo 130.º do Tratado, quanto ao imperativo da total independência do BCE na área da política monetária. No âmbito dessa avaliação, a comissão recebeu um curriculum vitæ de Sabine Lautenschläger, bem como as respostas ao questionário escrito que lhe havia sido dirigido. Durante a audição na Comissão dos Assuntos Económicos e Monetários, manteve um desempenho muito positivo. O Banco Central Europeu é o pilar da política monetária da UE. Os seus membros devem ser escolhidos entre os melhores. É o caso de Sabine Lautenschläger. Daí o meu voto favorável.

 
  
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. Com a saída de Jorg Asmussen da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), a alemã Sabine Lautenschläger foi apontada como possível substituta para o cargo ocupado pelo antigo membro do Conselho de Governadores. Sabine Lautenschläger é atualmente vice-presidente do Bundesbank (banco central alemão), tem uma vasta experiência na área da supervisão bancária e de trabalho no âmbito dos assuntos bancários e monetários, como requerido pelo Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia para desempenhar o cargo para o qual é apontada. A candidata foi ouvida segunda-feira no Parlamento Europeu, na Comissão de Assuntos Económicos e Monetários (onde os deputados aprovaram praticamente por unanimidade a sua nomeação) e, na semana passada, no Conselho da União Europeia, que representa os Estados da UE e que também aprovou a sua nomeação. O Conselho de Governadores do BCE não tem objeções à nomeação da candidata proposta. Neste sentido, e tendo em conta a visão de médio-longo prazo e de estabilidade que Sabine Lautenschläger mostrou ter quanto ao desenvolvimento da política monetária da zona euro, considero a escolha desta candidata uma boa opção, pelo que voto favoravelmente o presente relatório.

 
  
MPphoto
 
 

  Crescenzio Rivellini (PPE), per iscritto. − In sostituzione di Jörg Asmussen, quale membro del Comitato esecutivo della Banca centrale europea, la commissione parlamentare per gli affari economici e monetari ha vagliato e sostenuto la candidatura della tedesca Sabine Lautenschläger. Sin dal 2012, il presidente della commissione, l'onorevole Bowles, aveva condotto una campagna, positivamente accolta in Parlamento, affinché una donna fosse finalmente nominata membro del Comitato esecutivo della BCE. Le credenziali della sig.ra Lautenschläger, oggi relazionate dall'onorevole Bowles, ne dimostrano la grande competenza in materia finanziaria. Ella si è guadagnata la fiducia della Commissione, venendo da quest'ultima interrogata a proposito delle misure straordinarie della BCE per migliorare l'accesso al credito delle aziende nei Paesi periferici dell'UE. Il Parlamento, anche con il mio voto favorevole, ha pertanto con entusiasmo espresso parere positivo alla nomina della prima donna membro del Comitato esecutivo della BCE.

 
  
MPphoto
 
 

  Kay Swinburne (ECR), in writing. − I voted in favour of this report, which confirms Parliament’s approval of Ms Sabine Lautenschläger’s appointment as a member of the Executive Board of the European Central Bank.

 
  
MPphoto
 
 

  Marc Tarabella (S&D), par écrit. – Nous avons analysé les différentes données relatives à la nomination d'un membre du directoire de la Banque centrale européenne. Nous avons ensuite épluché le CV et le parcours de Sabine Lautenschläger afin de déterminer si cette dame correspondait à ce qu'on attend d'une personne à ce poste.

 
  
MPphoto
 
 

  Nuno Teixeira (PPE), por escrito. O presente documento nomeia Sabine Lautenschläger para o cargo de vogal da Comissão Executiva do Banco Central Europeu. Considerando o currículo e experiência profissional da nomeada, como por exemplo, o facto de, desde 2011, ser a Vice-Presidente do Deutsche Bundesbank, em nada posso discordar da sua nomeada, tendo por isso votado a favor da aprovação deste relatório.

 
  
MPphoto
 
 

  Silvia-Adriana Ţicău (S&D), în scris. − Am votat pentru decizia Parlamentului European referitoare la recomandarea Consiliului privind numirea unui membru al Comitetului executiv al Băncii Centrale Europene, prin care se emite un aviz favorabil privind numirea Sabinei Lautenschläger ca membru al Comitetului executiv al Băncii Centrale Europene. Prin scrisoarea din 8 ianuarie 2014, Consiliul European a consultat Parlamentul European cu privire la numirea Sabinei Lautenschläger ca membru al Comitetului executiv al Băncii Centrale Europene pentru un mandat de opt ani. Votul acordat este favorabil, având în vedere faptul că Comisia pentru afaceri economice și monetare a Parlamentului European a evaluat calificările doamnei Lautenschläger, în special în ceea ce privește condițiile prevăzute la articolul 283 alineatul (2) din Tratatul privind funcționarea Uniunii Europene (TFUE) și, astfel cum decurge din articolul 130 din TFUE, imperativul independenței totale a BCE în domeniul politicii monetare. De asemenea, Comisia a organizat la 13 ianuarie 2014 o audiere a doamnei Lautenschläger, în cursul căreia aceasta a făcut o declarație introductivă și apoi a răspuns la întrebările adresate de membrii Comisiei.

 
  
MPphoto
 
 

  Jacek Włosowicz (EFD), na piśmie. − Rada Prezesów Europejskiego Banku Centralnego (EBC) przyjęła opinię w sprawie rekomendacji Rady Unii Europejskiej dotyczącej mianowania nowego członka zarządu EBC. Rada Prezesów nie miała zastrzeżeń do zgłoszonej kandydatki, Sabine Lautenschläger, która jest osobą o uznanym autorytecie i doświadczeniu zawodowym w dziedzinie finansów i bankowości, zgodnie z wymogiem określonym w art. 283 ust. 2 Traktatu o funkcjonowaniu Unii Europejskiej. Po wydaniu opinii przez Radę Prezesów i Parlament Europejski decyzję w sprawie mianowania podejmie Rada Europejska głosami swoich członków ze strefy euro. Opinia EBC, która wkrótce zostanie opublikowana w Dzienniku Urzędowym Unii Europejskiej, jest dostępna w serwisie internetowym EBC we wszystkich językach urzędowych UE.

 
  
MPphoto
 
 

  Inês Cristina Zuber (GUE/NGL), por escrito. A nomeação de Sabine Lautenschläger para o lugar de vogal da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), ex-Vice-Presidente do Deutsche Bundesbank, não antevê qualquer mudança nas suas opções estratégicas em matéria de política monetária na UE e o seu impacto na economia. Manter-se-á a forma como o BCE tem atuado perante a crise, os seus limites e a sua ação ao serviço do grande capital. Manter-se-á um euro excessivamente valorizado, que impede economias em situação de grande fragilidade como a portuguesa de ganharem competitividade e crescerem, condição sem a qual não será possível fazer face ao problema da dívida pública. Manter-se-á a submissão dos Estados à extorsão dos mercados financeiros (leia-se a banca e o capital financeiro) que continuam a impor a agiotagem através de juros incomportáveis, enquanto o BCE não só continua a assistir sem nada fazer nos mercados de dívida pública, como continua a fornecer crédito a menos de 1 % de juros à banca. Continuamos a considerar fundamental uma profunda alteração dos estatutos, das orientações e da falsa autonomia do Banco Central Europeu, garantindo a presença em igualdade dos Estados na sua direção.

 
Juridisk meddelelse - Databeskyttelsespolitik