Връщане към портала Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (селекциониране)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Този документ не е достъпен за справка на Вашия език и Ви се предлага на един от горепосочените езици

 Показалец 
 Пълен текст 
Debates
Segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Objetivo de 2020 em matéria de redução das emissões de CO2 dos automóveis novos de passageiros (debate)
MPphoto
 

  João Ferreira (GUE/NGL). - Somos favoráveis a objetivos ambiciosos no que diz respeito à redução das emissões de dióxido de carbono dos automóveis de passageiros. Somos favoráveis a esforços no domínio da investigação e desenvolvimento de conceitos de propulsão mais modernos e ecológicos, bem como à sua aplicação industrial. Neste, como em outros domínios, o interesse público deve sempre prevalecer sobre interesses privados setoriais, mas há uma questão essencial neste debate na qual temos que insistir: é que os progressos técnicos e científicos até agora conhecidos não evitam que a sociedade do automóvel, tal como a conhecemos, esteja, em grande medida, condenada a prazo. E é hoje que se antecipa e que se prepara esse futuro. É imperioso reforçar, desenvolver, modernizar, incrementar todos os tipos de transporte público coletivos, em especial os eletricamente acionados, disputando a primazia que tem sido dada ao transporte individual, em especial nas cidades. Infelizmente, não tem sido este o caminho seguido em Portugal, por exemplo, por pressão da troica e da União Europeia que a integra, o ataque às empresas públicas de transporte nos últimos anos levaram a uma redução de passageiros na ordem dos 20 %.

 
Правна информация - Политика за поверителност