Povratak na portal Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (Odabrano)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Dokument nije dostupan na vašem jeziku. Odaberite drugu jezičnu verziju iz jezične trake.

 Indeks 
 Cjeloviti tekst 
Debates
Segunda-feira, 10 de Março de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Horticultura (breve apresentação) (continuação)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. A horticultura é um dos setores agrícolas que exige mais atenção pela sua diversidade, natureza perecível dos seus produtos, estando mais sujeita a abusos da grande distribuição, mais vulnerável às intempéries, com menor proteção das seguradoras, com maior impacto numa alimentação saudável em todas as idades, etc. Por isso, este relatório é tão importante, sobretudo quando a horticultura ocupa apenas 3 % da superfície cultivada e representa 18 % do total da produção agrícola europeia, e quando o número de produtores diminui a par do seu rendimento cada vez mais reduzido também. Do muito que há a fazer para proteger e dinamizar a horticultura, é urgente reforçar as organizações de produtores (OP), investir na formação técnica para jovens e na inovação associada à produção e transformação para um mercado competitivo; é urgente estimular os circuitos curtos de abastecimento, os mercados locais e o consumo, com os produtores a escoarem os seus produtos diretamente com melhor remuneração, e ainda a preço mais reduzido e com maior qualidade para os consumidores.

 
Pravna obavijest - Politika zaštite privatnosti