Înapoi la portalul Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (selecţionat)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Acest document nu este disponibil în limba dvs. şi vă este propus într-o altă limbă dintre cele disponibile în bara de limbi.

 Index 
 Text integral 
Debates
Terça-feira, 11 de Março de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Acesso do público aos documentos entre 2011 e 2013 (A7-0148/2014 - Sophia in 't Veld)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. - O presente relatório versa sobre a dificuldade de acesso público aos documentos da União Europeia, relativos aos anos de 2011-2013. A UE necessita de tomar mais medidas para aumentar a transparência da sua administração e do seu processo legislativo, pois é um elemento fundamental para uma união política democrática de cidadãos. Concordo que se deva atribuir a uma autoridade independente a função de classificação de documentos e que todas as instituições da UE devem nomear um responsável pela transparência, de forma a simplificar o acesso aos documentos. Mantenho a mesma opinião relativamente a documentos provenientes dos acordos internacionais, uma vez que estes também têm impacto na legislação da UE e, portanto, devem ser do domínio público. Assim, e por concordar com as medidas expostas com vista a clarificar os cidadãos da União, voto a favor deste documento.

 
Aviz juridic - Politica de confidențialitate