Návrat na portál Europarl

Choisissez la langue de votre document :

  • bg - български
  • es - español
  • cs - čeština
  • da - dansk
  • de - Deutsch
  • et - eesti keel
  • el - ελληνικά
  • en - English
  • fr - français
  • ga - Gaeilge
  • hr - hrvatski
  • it - italiano
  • lv - latviešu valoda
  • lt - lietuvių kalba
  • hu - magyar
  • mt - Malti
  • nl - Nederlands
  • pl - polski
  • pt - português (vybraté)
  • ro - română
  • sk - slovenčina
  • sl - slovenščina
  • fi - suomi
  • sv - svenska
Tento dokument nie je prístupný vo vašom jazyku. Ponúkame vám ho v inom jazyku, ktorý si môžete zvoliť na lište jazykov.

 Zoznam 
 Úplné znenie 
Debates
Quarta-feira, 12 de Março de 2014 - Estrasburgo Edição revista

Prioridades para as relações da UE com os países da Parceria Oriental (A7-0157/2014 - Paweł Robert Kowal)
MPphoto
 
 

  Maria do Céu Patrão Neves (PPE), por escrito. - Este relatório inclui propostas para o futuro e surge num momento concreto: durante a crise económica na Europa, após a Cimeira da Parceria Oriental realizada em Vílnius e no final do período 2009-2014 da UE. Nestes termos, o Parlamento deve apresentar uma proposta ambiciosa que demonstre a nossa abertura e o nosso compromisso em relação ao desenvolvimento do projeto europeu. Neste sentido, a crise não deverá ser uma condicionante, devendo antes ser um incentivo para novos desafios, com destaque para as políticas com resultados tangíveis, tais como o regime de isenção de vistos. A UE deverá também centrar-se na juventude e nos jovens líderes, garantindo a fixação do seu futuro na União Europeia. A UE deve ainda centrar-se na segurança energética e colaborar com os parceiros orientais nessa área. Todas estas ideias, que merecem a minha concordância, estão no presente documento que se apresenta como um incentivo para uma abordagem política corajosa ao desenvolvimento da Parceria Oriental.

 
Právne upozornenie - Politika ochrany súkromia